Grupos se organizam para evitar eventual golpe eleitoral de Bolsonaro

Fazem parte o TSE, o STF e o Congresso Nacional, além de militantes e acadêmicos

Publicado domingo, 19 de junho de 2022 às 09:49 h | Atualizado em 19/06/2022, 09:49 | Autor: Da Redação
Jair Bolsonaro (PL) tenta a reeleição este ano
Jair Bolsonaro (PL) tenta a reeleição este ano -

O temor por uma eventual ruptura democrática causada pelo atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), tem mobilizado diversas instituições como o TSE, o STF e o Congresso Nacional, além de centenas de entidades da sociedade civil, movimentos sociais e políticos, profissionais do direito, militantes e acadêmicos.

Unificados pelas pautas de respeito às urnas e ao resultado eleitoral, os grupos ainda não descobriram a forma exata de evitar uma tentativa de golpe no Brasil em 2022, mas a prioridade do momento é reduzir o alcance das campanhas de desinformação e das alegações infundadas de fraudes no pleito, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

Em janeiro de 2021, apoiadores do então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que havia perdido o pleito em que tentava a reeleição, invadiram o Capitólio, em Washington. Na ocasião, cinco pessoas morreram. O temor que algo semelhante aconteça no Brasil tem mobilizado os grupos.

Publicações relacionadas