Lula se reúne com MDB para ampliar alianças

O pré-candidato do PT à Presidência quer o apoio do partido da senadora Simone Tebet para vencer ainda no primeiro turno

Publicado segunda-feira, 18 de julho de 2022 às 07:54 h | Atualizado em 18/07/2022, 07:54 | Autor: Da Redação
Além do MDB, Lula quer o apoio do PSD e do União Brasil, mas as alianças enfrentam dificuldades
Além do MDB, Lula quer o apoio do PSD e do União Brasil, mas as alianças enfrentam dificuldades -

Em busca de ampliar o leque de apoio do MDB, o pré-candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, se reúne com lideranças do partido nesta segunda-feira, 18, em São Paulo.

São esperados no encontro os senadores Renan Calheiros (AL), Eduardo Braga (AM), Marcelo Castro (PI) e Veneziano Vital do Rêgo (PB) e o ex-senador Eunício Oliveira (CE), informa o jornal O Globo.

Segundo interlocutores, a reunião é mais uma tentativa de Lula de atrair o partido da senadora Simone Tebet (MS), pré-candidata a presidente. Mas, por enquanto, tudo indica que o MDB manterá Tebet na corrida eleitoral. O presidente da legenda, Baleia Rossi, é defensor da candidatura própria, assim como o ex-presidente Michel Temer.

Além do MDB, Lula quer a adesão do PSD e do União Brasil, mesmo que as bancadas desses partidos sejam liberadas quando à eleição.

Também nesta segunda, o PT espera receber o apoio de dez diretórios estaduais do MDB (Alagoas, Bahia, Paraíba, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piauí, Amazonas e Pará).

Semana passada , Lula mobilizou as articulações num almoço na residência oficial do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, tenta a aprovação de uma proposta para que o partido assuma uma posição de neutralidade na eleição. Já no União Brasil, há muita dificuldade por causa da insistência do partido em manter a pré-candidatura do deputado Luciano Bivar (PE).

Publicações relacionadas