Em Brasília, ex-presidente do Coren-BA se diz confiante em aprovação do piso para categoria

Publicado quarta-feira, 24 de novembro de 2021 às 17:23 h | Atualizado em 24/11/2021, 18:12 | Autor: Luiz Felipe Fernandez

Em Brasília para acompanhar a votação do PL 2564/2020 no Senado, que estabelece um piso salarial para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, o ex-presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA), Jimi Medeiros se diz confiante na aprovação da matéria.

Jimi foi afastado do Conselho em junho, alvo de procedimento disciplinar por suspeita de rachadinha junto com a sua tesoureira Rosane Santiago Santos da Silva.

A proposta que recebeu a emenda da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) define o salário inicial de R$ 4750,00 para enfermeiros; R$ 3325,00 para técnicos de enfermagem e R$ 2375,00 para auxiliares de enfermagem.

Jimi destaca o empenho das lideranças estaduais da categoria para fazer o PL chegar ao Senado, e que as 76 assinaturas do requerimento de urgência para a votação indicam que o texto tem grandes chances de ser aprovado.

"Fizemos uma ampla mobilização nacional em todos os estados, as lideranças locais, conseguimos com muita luta e pressão eu esse PL chegasse a ser votado hoje no Senado. Ele vai ser votado com emenda após acordos com entidade de classe e emenda da senadora Eliziane Gama", resume.

A votação estava marcada para às 16h, mas atrasou à espera de quórum para iniciar.

Publicações relacionadas