Fux sobre 7 de setembro: liberdade de expressão "não comporta ameaças"

Publicado quinta-feira, 02 de setembro de 2021 às 16:12 h | Atualizado em 02/09/2021, 16:16 | Autor: Da Redação

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou nesta quinta-feira, 2, que a liberdade de expressão "não comporta violências e ameaças" e que, na democracia, manifestações devem ser ordeiras, ao comentar os atos em apoio ao presidente Jair Bolsonaro previstos para o dia 7 de setembro.

“Num ambiente democrático, manifestações públicas são pacíficas; por sua vez, a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças. O exercício da nossa cidadania pressupõe respeito à integridade das instituições democráticas e de seus membros”, declarou Fux, na abertura da sessão desta quinta no Supremo.

“Somos testemunhas oculares de que o caminho para a estabilidade da democracia brasileira não foi fácil nem imediato. Por essa razão, é voz corrente nas ruas que, na quadra atual, o povo brasileiro jamais aceitaria retrocessos. Há mais de 30 anos, nossos cidadãos manifestaram o seu desejo pela democracia”, acrescentou o magistrado, em referência à redemocratização, em 1985.

“O Supremo Tribunal Federal — instituição centenária e patrimônio do povo brasileiro — segue atento e vigilante, neste 7 de setembro, pela manutenção da plenitude democrática”, finalizou.

Publicações relacionadas