Lira e Pacheco desconheciam reunião anunciada por Bolsonaro em discurso

Publicado terça-feira, 07 de setembro de 2021 às 13:30 h | Atualizado em 07/09/2021, 14:26 | Autor: Da Redação

Durante discurso a apoiadores em ato nesta terça-feira, 07, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro, sem partido, anunciou uma reunião do Conselho da República.

Ele afirmou que levaria fotos das manifestações deste dia da Independência para mostrar o desejo do povo ao Conselho, que é formado pelo vice-presidente da República, os presidentes da Câmara e do Senado, os líderes das maiorias e das minorias na Câmara e no Senado, o Ministro da Justiça.

Além destes, seis cidadãos brasileiros natos, com mais de 35 anos de idade, sendo dois nomeados pelo Presidente da República, dois eleitos pelo Senado Federal e dois eleitos pela Câmara dos Deputados.

"Amanhã estarei no Conselho da República, juntamente com ministros, para nós, juntamente com o presidente da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal, com essa fotografia de vocês, mostrar para onde nós todos devemos ir", disse o presidente Bolsonaro.

Entretanto, os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco não haviam sido convocados para a reunião. Além deles, assessores ligados ao governo também não sabiam do encontro.

Segundo a Constituição, o Conselho da República é responsável pela atuação em duas ocasiões:

I – intervenção federal, estado de defesa e estado de sítio;

II – as questões relevantes para a estabilidade das instituições democráticas.

Além disso, conforme já exposto, o presidente do Supremo Tribunal Federal não integra tal grupo. A última convocação do Conselho foi em 2018, para discutir a decretação da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro.

Publicações relacionadas