Manifestações no 7 de Setembro terão revista contra armas em Brasília

Publicado quarta-feira, 01 de setembro de 2021 às 09:09 h | Atualizado em 01/09/2021, 09:13 | Autor: Da Redação

O Governo do Distrito Federal afirmou haver 13 grupos pró-Bolsonaro e 3 de esquerda que irão participar de atos do 7 de Setembro em Brasília. O esquema de segurança prevê a revista de manifestantes para coibir armas brancas ou de fogo, e o trânsito na Esplanada dos Ministérios será fechado.

Segundo Julio Danilo, secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, as manifestações ocorrerão durante todo o dia e “qualquer tipo de objeto que possa ser utilizado como arma” será barrado.

“Qualquer tipo de arma, arma de fogo, arma branca, garrafa de vidro, barra de ferro, álcool líquido”, afirmou. “A gente faz essa revista para que as pessoas não ingressem com esse tipo de material”, completou Danilo, em entrevista coletiva nesta terça-feira, 31. 

A participação de militares e de pessoas armadas em atos bolsonaristas pelo país virou alvo de preocupação agravada pelo discurso do presidente Jair Bolsonaro. Na semana passada, ele defendeu a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada que todos tenham um fuzil. “Tem que todo mundo comprar fuzil, pô. Povo armado jamais será escravizado”, disse.

Julio Danilo disse que o planejamento da segurança dos atos está sendo elaborado pelo Governo do DF e membros do governo federal, que irão garantir a segurança interna dos órgãos federais. A Polícia Civil, a Polícia Militar, o Detran e o Corpo de Bombeiros estarão presentes nas ruas.

No entanto, não foi divulgado quantos policiais estarão no local, expectativa de público e horário de fechamento das vias. O secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, ressaltou que o governo está preparado para a segurança das pessoas durante a manifestação.

“Existe um provérbio que fala: aguarde o melhor, mas prepare-se para o pior e aceite o que vier. A Secretaria de Segurança vem se preparando, vem aguardando. A expectativa é que tudo ocorra de forma tranquila, ordeira, mas está preparada para qualquer tipo de ação que seja necessária”.

Publicações relacionadas