Mourão afirma que não há clima para impeachment de Bolsonaro

Publicado quarta-feira, 08 de setembro de 2021 às 11:02 h | Atualizado em 08/09/2021, 11:09 | Autor: Redação

O vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão (PRTB), minimizou as especulações de que pode assumir o cargo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em caso de impeachment.

Um dia depois dos atos do 7 de setembro, onde Bolsonaro fez nova ofensiva contra o Supremo Tribunal Federal (STF), Mourão afirmou que o governo possui maioria ampla de apoio no Congresso, o que inviabilizaria qualquer tentativa de destituição do cargo.

"Não vejo que haja clima para o impeachment do presidente, tanto na população como um todo, como dentro do próprio Congresso. Acho que o nosso governo tem uma maioria confortável de mais de 200 deputados lá dentro. Não é a maioria para aprovar grandes projetos, mas capaz de impedir que algum processo prospere contra a pessoa do presidente da República", afirmou Mourão.

O general disse ainda que as manifestações de ontem foram "expressivas" e demonstram a tensão existente entre o Judiciário e o Executivo no momento.

“Manifestação expressiva, deixo de comentar discursos que foram feitos, porque é uma questão ética do vice-presidente. Na minha visão, existe um tensionamento entre o judiciário e o executivo. Tenho uma ideia muito clara sobre o inquérito conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes: não está correto. Juiz não pode conduzir inquérito. Acho que tudo se resolveria se o inquérito passasse para a PGR e acabou. Isso distensionaria os problemas", disse em relação ao inquérito das Fake News.

Publicações relacionadas