adblock ativo

Nem o PT aguenta mais as condições do sindicato, diz vereador sobre volta às aulas

Publicado às | Atualizado em 18/10/2021, 17:17 | Autor: Da Redação
Duda Sanches criticou posição da APLB contrária ao retorno das aulas 100% presenciais | Foto: Divulgação | Ascom
Duda Sanches criticou posição da APLB contrária ao retorno das aulas 100% presenciais | Foto: Divulgação | Ascom -
adblock ativo

O vice-presidente da Câmara de Salvador, Duda Sanches (DEM), engrossou as críticas ao sindicato dos professores pela posição contrária ao retorno das aulas 100% presenciais no estado.

"Eu vi na imprensa até o secretário Jeronimo Rodrigues reclamando. Prova cabal de que nem o PT, que tem no sindicato um dos seus braços de atuação, aguenta mais as condições impostas pela APLB. O sindicato perdeu todo senso ao agora reclamar da volta às aulas”, afirmou Sanches.

O vereador questionou se o presidente da APLB, Rui Oliveira, quer aumentar "o abismo entre a rede pública e a privada", ao destacar que escolas particulares já retomaram as atividades presenciais. "Não é possível acreditar nesse tipo de política. Ouço relatos de professores que querem voltar ao trabalho e se sentem coagidos pelo sindicato. Eles se preocupam com o futuro dos alunos”, disse.

Sanches destacou que os profissionais da Educação só retornaram ao trabalho presencial com o esquema vacinal completo. “Nenhum outro segmente teve esse privilégio. Imagine se os garis, policiais, médicos e profissionais de saúde agissem da mesma forma”, comparou.

O vereador Henrique Carballal (PDT) também havia criticado o posicionamento do sindicato dos professores.

adblock ativo

Publicações relacionadas