Rosemberg critica Capitão Alden e repete: "Que não me venha pedir mais generosidade"

Publicado quinta-feira, 02 de setembro de 2021 às 10:25 h | Atualizado em 02/09/2021, 17:27 | Autor: Cássio Santana

O líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Rosemberg Pinto (PT), explicou sua declaração da última terça-feira, 31, quando disse que  “não teria mais generosidade” com o deputado Capitão Alden (PSL), após o parlamentar promover embates durante a visita do ex-presidente Lula a Salvador. 

Bolsonarista, Alden acaba de responder a um processo de quebra de decoro na Alba por acusar colegas parlamentares de receberem uma "mesada" do prefeito Bruno Reis (DEM). A comissão de ética da casa puniu o parlamentar com 30 dias de suspensão, o que Rosemberg qualificou como “pena branda”

“Quando o Alden fez aquela acusação [da mesada] , ele não provou nada do que disse. Ele me procurou para dizer que se equivocou e pediu para a gente ter generosidade com ele. Eu conversei com líderes partidários, com a comissão de ética, e a comissão chegou apenas a dar uma punição de 30 dias, uma suspensão, branda em função da acusação que ele tinha feito.”, disse Rosemberg em entrevista ao programa Isso é Bahia, da Rádio A  Tarde FM nesta quinta-feira, 2. 

“Na semana passada, com a visita do ex-presidente Lula [À Alba], ele foi lá fazer ameaças e provocações às pessoas que passavam para fazer uma reunião com o ex-presidente. Isso não é uma postura de um parlamentar. Então o que eu disse é isso, se alguém provocá-lo regimentalmente na comissão de ética , ele não me venha pedir mais generosidade.”, endossou o líder do governo na Alba. 

Segundo Rosemberg, não tem mais “como pedir aos deputados que tenham complacências com ele”. Para o líder do governo na Alba, o comportamento de Capitão Alden é de alguém que quer se transformar “em uma personalidade midiática”.

“Eu não tenho mais como pedir aos deputados que tenham complacências com ele, em função de posições, na minha opinião, midiáticas e mentirosas, acusando colegas para se transformar em uma personalidade midiática. Pensando unicamente na reeleição. Então foi nesse sentido que falei e é verdade, não terei generosidade.”, completou. 

Publicações relacionadas