'Tudo é possível', diz ACM Neto sobre alianças com partidos de esquerda

Publicado terça-feira, 08 de outubro de 2019 às 11:05 h | Atualizado em 08/10/2019, 11:21 | Autor: Nilson Marinho | Foto: Rafael Martins | Ag. A TARDE

O prefeito ACM Neto não negou a possibilidade de, nos bastidores, conversar com partidos mais à esquerda, visando um fortalecimento da chapa para próxima eleição municipal que, ao que tudo indica, será encabeçada pelo atual vice-prefeito, Bruno Reis. A declaração foi feita na manhã desta terça-feira, 8, durante a 76° Reunião Geral da Frente Nacional dos Prefeitos, realizada em Salvador.

"Tudo é possível. Em 2012, quando eu fui candidato a prefeito, fiz aliança com o PV, tirando o partido do campo das esquerdas. Aqui na Bahia, era um partido historicamente mais ligado ao PT. Eles compuseram a minha chapa e fazem parte do meu governo até hoje, ajudando a gente a construir um conjunto de políticas de sustentabilidade. Não acho que deva ter embargo nenhum em qualquer tipo de conversa", disse o prefeito.

Embora não tenha negado o diálogo, ele afirma que conversas e encontros não são determinantes para construir alianças. "Até porque não tenho ainda um candidato, que só será anunciado em dezembro".

Já Bruno Reis afirmou que está mais concentrado em cumprir a agenda enquanto vice-prefeito e atual secretário Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) mas, assim como o prefeito, disse estar aberto ao "diálogo com todos os campos".

"Durante os meus 20 anos de vida pública, tenho relação no mais alto nível com todos os partidos e correntes. Se for eu o escolhido, vou abrir o diálogo. Tenho relações com políticos, e isso pode resultar, ou não, em entendimentos políticos", completou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que também iria participar do encontro, cancelou a vinda para Salvador. Em conversa com o prefeito, ele alegou um imprevisto.

Publicações relacionadas