Wagner afirma que base aliada deve ter até três candidaturas em Salvador

Publicado quinta-feira, 14 de novembro de 2019 às 10:48 h | Atualizado em 14/11/2019, 11:04 | Autor: Aparecido Silva

O senador Jaques Wagner, uma das lideranças do PT na Bahia, defende que o grupo aliado ao governador Rui Costa (PT) tenha, no máximo, três candidaturas na corrida pela prefeitura de Salvador em 2020.

E mais, o congressista afirma que o prazo para essa definição deve ser o início de dezembro. Na opinião do senador, o governador já deve acionar e reunir o Conselho Político para afunilar o debate.

Em conversa com a imprensa, Wagner citou as já anunciadas pré-candidaturas da deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) e do deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante), além da possibilidade de ter o presidente o Bahia, Guilherme Bellintani, em alguma legenda da base.

"O PT, até agora, está na discussão se mantém ou apoia. Mas o quadro não está definido. Acho que precisamos definir até o começo de dezembro, até para ter tempo, seja quem for o candidato, para rodar e ser conhecido", disse.

Publicações relacionadas