Brumado: reuniões do comitê gestor de crise sanitária são improdutivas segundo padre católico

Publicado quinta-feira, 18 de março de 2021 às 10:46 h | Atualizado em 18/03/2021, 11:14 | Autor: Da Redação

O padre Cleonildo Alves, representando a Igreja Católica, vem participando das reuniões do Comitê Gestor de Crise para debater medidas de enfrentamento à pandemia do Coronavírus, em Brumado. 

Para o religioso, em razão do momento crítico da pandemia no município, a Prefeitura de Brumado deveria ter proposto medidas mais concretas para conter a disseminação do vírus. “Saímos da reunião sem essa palavra, esse ato concreto que pudesse direcionar a vida do município, dando esperança de que as coisas possam melhorar em curto e médio prazo. Isso não aconteceu”, afirmou.

O pároco argumentou que as reuniões estão sendo improdutivas, visto que cada setor está ldefendendo o seu segmento e, em contrapartida, não há uma proposta mais concreta por parte da administração. “Quem é do comércio defende a abertura do comércio; quem é da igreja defende a manutenção das igrejas; quem é da academia defende a manutenção da academia. Algo aparentemente democrático, mas não é, porque tudo aquilo que a gente fala na reunião, no final, não fica nenhuma voz ativa”, criticou. (Informações do Achei Sudoeste).

Publicações relacionadas