Exercício ilegal da Medicina em UTI em hospital em Itapetinga é investigado pela polícia

Publicado sexta-feira, 26 de março de 2021 às 07:12 h | Atualizado em 26/03/2021, 07:41 | Autor: Da Redação

O exercício ilegal da Medicina por um estudante que atuava como médico e interno na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Cristo Redentor, no município de Itapetinga, é investigado pela polícia local, após denúncias anônimas.

O coordenador regional de Polícia, Roberto Júnior, afirmou que a equipe foi até a UTI e constatou que o estudante estava dentro do setor restrito aos profissionais da Saúde, vestido com um jaleco branco usado por médicos, com a inscrição “Medicina”.

Ainda segundo a polícia, o homem afirmou ser estudante de Medicina no Paraguai e que estava no hospital porque exercia uma função administrativa.

Os profissionais de Saúde da UTI foram intimados para prestar depoimento, mas ao serem questionados sobre a função dele, entraram em contradição: alguns afirmaram que ele cumpria função administrativa e outros, que ele era estagiário de Medicina.

A polícia revelou que todos os funcionários o chamaram de "doutor" e instaurou inquérito para apurar os fatos diante de informações que possíveis óbitos na UTI do hospital podem ter acontecido por imperícia do estudante. (Com informações do Achei Sudoeste).

Publicações relacionadas