Prefeito de Brumado amplia endividamento público para mais de R$ 48 milhões, segundo vereador

Publicado quinta-feira, 17 de junho de 2021 às 13:42 h | Atualizado em 17/06/2021, 13:42 | Autor: Da Redação

O vereador de Brumado, Beto Bonelly (PSB), votou contra o projeto de empréstimo de R$ 23 milhões junto à Caixa Econômica Federal (CEF), de autoria do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), para a pavimentação de ruas, que foi aprovado na última sessão legislativa. 

O parlamentar pediu esclarecimentos sobre quais ruas serão pavimentadas, ressaltando que está fazendo o seu papel de fiscalizar a aplicação de dinheiro público. “Não são 23 reais, são 23 milhões de reais. O poder executivo já tem dois empréstimos, um de R$ 5 milhões e outro de R$ 20 milhões. São R$ 48 milhões em empréstimo. Ou seja, um endividamento do executivo. Quem vai pagar essa conta é a população”, criticou.

Como presidente da Comissão de Finanças da Câmara Municipal, Beto Bonelly afirmou que os detalhamentos solicitados acerca do projeto são importantes para a avaliação da viabilidade da proposta. “Como o poder executivo pede ao legislativo que aprovemos um empréstimo de R$ 23 milhões a ser pago com recursos públicos, ou seja, dinheiro do povo, e não apresenta justificativa de onde vai gastar esse recurso?”, questionou. (Informações do Achei Sudoeste).

Publicações relacionadas