Prefeito de Brumado será convidado a deixar o PSB após participação de ato em apoio a Bolsonaro

Publicado quinta-feira, 09 de setembro de 2021 às 07:10 h | Atualizado em 09/09/2021, 03:25 | Autor: Da Redação

O prefeito de Brumado, Eduardo Lima Vasconcelos, deverá ser convidado a deixar o Partido Socialista Brasileiro (PSB), após ter participado do ato em apoio ao presidente Bolsonaro, no 7 de Setembro, em Brasília.

Na manifestação, o gestor municipal aderiu também aos que pediam a renúncia de juízes do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele poderá, ainda, responder a processo interno de quebra da ética e disciplina partidária, de acordo com informação dos filiados da sigla.

A deputada federal Lídice da Mata, líder do PSB na Bahia, divulgou nas redes sociais, nessa quarta-feira (8), apoio ao pedido de impeachment do chefe do poder executivo nacional.

“Bolsonaro é muito perigoso! E não é segredo, pois o próprio já usava esse tom antes de ser eleito. Se antes ele fazia isso para ganhar as eleições, agora ele ataca as instituições e a democracia para não sair da presidência. Ele comete uma sequência de crimes de responsabilidade e fala abertamente sobre um golpe de estado. O impeachment é urgente para mantermos a democracia do Brasil”, publicou a parlamentar.

Publicações relacionadas