CPI da Saúde indicia prefeito de Cruz das Almas e secretário municipal de Saúde

Publicado segunda-feira, 29 de novembro de 2021 às 07:24 h | Atualizado em 29/11/2021, 07:35 | Autor: Da Redação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde indiciou o prefeito de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro (Republicanos) e o secretário de Saúde do município, Sandro Borges. O relatório final da CPI foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Cruz das Almas, durante sessão de sexta-feira (26).

A CPI da Saúde foi aprovada pelos parlamentares após moradores do município denunciarem que teriam sido imunizados com o esquema vacinação cruzada (doses de vacinas diferentes) e seus cartões de vacinação foram adulterados, por rasura em assinaturas e por substituição por um novo cartão.

O vereador Paulinho Policial (PSD), presidente da CPI, informou que o trabalho de investigação foi realizado em 90 dias e que 25 testemunhas foram ouvidas em 21 sessões na Câmara. Das 25 testemunhas, 18 eram sobre o óbito de Ronaldo Teles por suposto erro médico e as outras sete pessoas foram ouvidas nas investigações sobre erros de imunização. O parlamentar destacou, ainda, as oitivas realizadas fora de Cruz das Almas, a exemplo do caso da médica Alana Sena, na cidade de Uauá e de Diego Partenostro, em Salvador.

O documento foi enviado ao Ministério Público do Estado da Bahia, à Polícia Civil, ao Ministério Público Federal e ao Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia. Os indiciados podem responder pelos crimes de falsidade ideológica, homicídio culposo, exercício irregular da profissão e improbidade administrativa.

Publicações relacionadas