Testagem no interior do Estado começou em maio

Publicado quinta-feira, 18 de junho de 2020 às 06:00 h | Atualizado em 17/06/2020, 21:14 | Autor: Miriam Hermes

A descentralização da testagem gratuita para a Covid-19 começou em maio no interior do estado pelos municípios de Vitória da Conquista, Barreiras, Porto Seguro e Jequié.

Para a segunda quinzena de junho a expectativa é que também Paulo Afonso e Ilhéus vão testar os casos de maior urgência. Todos estes locais têm a chancela do Laboratório Central da Bahia (Lacen), que é o órgão oficial no estado para os testes realizados para detectar o novo coronavírus.

Conforme o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, a descentralização era um anseio da população do interior baiano, que dará mais agilidade na etapa dos testes, “possibilitando que todas as medidas em relação aos pacientes e contactantes sejam ainda mais ágeis”, afirmou.

Em Barreiras os testes foram viabilizados por uma parceria entre a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), a prefeitura e o Ministério da Saúde. A capacidade é para 90 exames/dia, além de Barreiras, para 18 outros municípios da região.

“A habilitação do laboratório em Barreiras foi um grande avanço. Antes os testes só eram realizados em Salvador, a quase 900 km de nossa cidade”, disse o secretário municipal de Saúde de Barreiras, Anderson Vian. Ele acrescentou que a ação “foi muito importante para nossa população e para o perfil epidemiológico, que passou a ser traçado com segurança e celeridade em nosso município”.

Atendendo mais de 70 municípios do sudoeste, em Vitória da Conquista a parceria é entre o estado e o município. Tem capacidade para processar 196 exames/dia, de acordo com o diretor da Fundação de Saúde, Diogo Azevedo. A entidade dirige o Laboratório Central Municipal, que desde março vem sendo preparado para esta finalidade.

Na região sul a parceria é entre o estado e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), que disponibilizou o laboratório com capacidade para 40 exames/dia. Em Ilhéus, em Barreiras e em Vitória da Conquista os laboratórios já existiam e eram usados para outras finalidades. Por isso foram atualizados pelos técnicos do Lacen, dentro do protocolo do Ministério da Saúde.

Com capacidade de realizar até 24 exames por vez, em Jequié e Porto Seguro os laboratórios são do estado e o atendimento é feito com envolvimento dos municípios. A proposta é a mesma de Paulo Afonso, que ainda aguarda a chegada de equipamentos para sua montagem.

Capacitação

Em todas as cidades do interior os profissionais que atuam nestes laboratórios foram treinados previamente pelas equipes do Lacen, destacou a diretora-geral do Laboratório Central, Arabela Leal.

Ela ressaltou que, com a descentralização, o Lacen, em Salvador, que até maio era o único a realizar os testes gratuitos em toda a Bahia, tem disponibilidade para absorver um volume maior das regiões que ainda não têm laboratórios habilitados para este fim.

Para Arabela Leal, o maior ganho para a população das regiões contempladas com os laboratórios para testagem da Covid-19 é a redução no tempo para obter o resultado. Ela enfatizou ainda que o foco onde a capacidade de exames/dia não é muito grande é atender os casos mais graves, dando celeridade no processo de tratamento, e fazer exames nas situações de óbito.

Publicações relacionadas