Aumento significativo de COVID-19 leva justiça proibir avanço da reabertura do comércio em Ilhéus

Publicado quinta-feira, 18 de junho de 2020 às 11:04 h | Atualizado em 18/06/2020, 11:19 | Autor: Da Redação

Os números relacionados à COVID-19, em Ilhéus, tiveram um aumento significativo nas últimas 24 horas. O Boletim Epidemiológico, de quarta-feira (17), da gestão municipal, confirmou 959 novos casos. AO Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) determinou que a prefeitura não avance nas fases seguintes de reabertura do comércio até o dia 30 deste mês., para que o impacto dos 14 dias de abertura gradual do setor possa ser avaliado.

A quantidade de pessoas internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) subiu para 51 e dois novos óbitos foram registrados, totalizando 46 mortes causadas pela COVID-19, na cidade. Além disso, 389 novos casos foram notificados, totalizando 8.497 em Ilhéus.

A justiça determinou, também, a regressão do funcionamento das atividades comerciais,a depender do estágio de contaminação. Neste caso, poderia ser retornado ao estágio conhecido como ‘zona verde’, onde apenas atividades essenciais devem funcionar.

Na fase atual do comércio em Ilhéus estão em funcionamento lojas de artigos esportivos, artigos para casa, tecidos, joalheria, vestuário, acessórios e calçados, móveis e colchões, agencias de turismo, concessionárias e revendas de veículos, perfumaria e higiene pessoal, suplementos alimentares, antiguidades e objetos de arte, além de comércio varejista de bicicletas e triciclos.

Publicações relacionadas