adblock ativo

Ações visam mudar cultura masculina em relação à saúde

Publicado domingo, 14 de julho de 2013 às 16:01 h | Atualizado em 14/07/2013, 16:01 | Autor: Cláudio Bandeira
Picanha
Picanha -
adblock ativo

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) formalizou uma área técnica focada na saúde masculina a partir de 2007, dois anos antes do Ministério da Saúde (MS) ter lançado a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, em 2009. A meta é que homens entre  20 a 59 anos procurem o serviço de saúde ao menos uma vez por ano.

Através de ações educativas e de conscientização, a Coordenação de Cuidados por Ciclos de Vida e Gênero da Sesab  fomenta o apoio aos municípios com mais de 100 mil habitantes, seguindo  plano estipulado pelo MS.

As principais causas de óbito masculino no Brasil são as externas (acidentes, armas de fogo, armas branca, drogas), neoplasias e doenças do aparelho circulatório, explica a coordenadora do setor, a enfermeira Olga Sampaio. "A partir do diagnóstico situacional é possível priorizar ações na faixa mais atingida entre 25 a 49 anos", explica.

Obesidade

Os exageros gastronômicos contribuem para que 31% dos cinco mil homens pesquisados pela Sociedade Brasileira de Urologia percebam aumento da circunferência abdominal.

A questão é como manter a balança sob controle? "Não tem problema se você pesar um quilo a mais na segunda-feira, contanto que ele tenha sido perdido até sexta-feira", afirma a nutricionista Eloísa Padilha, do Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Andar de bicicleta por meia hora equivale à mesma quantidade de calorias de uma lata de cerveja: 147 calorias.  As carnes vermelhas, em particular, a picanha, tem 287 calorias em uma fatia de 100 gramas. O mesmo eliminado em 40 min. de caminhada.

adblock ativo

Publicações relacionadas