Diretora da Medvida destaca desafios de empreender na área da saúde

Dentre as iniciativas estão a implantação do atendimento por telemedicina e um canal exclusivo para gestantes

Publicado quarta-feira, 27 de julho de 2022 às 13:50 h | Atualizado em 27/07/2022, 13:55 | Autor: Da Redação
Diretora operacional da Medvida, Janaína Araújo Mascarenhas
Diretora operacional da Medvida, Janaína Araújo Mascarenhas -

A diretora operacional da Medvida, Janaína Araújo Mascarenhas, destaca os desafios de empreender na área da saúde. Entre as ações implementadas por ela, estão projetos focados no aprimoramento do atendimento junto aos usuários do plano, a implantação do atendimento por telemedicina, que foi regulamentado recentemente pelo Ministério da Saúde.

Janaína explica que a pandemia gerou uma enorme demanda reprimida, por conta das suspensões na parte eletiva de consultas e procedimentos. 

“Tornou-se necessária uma readequação dos serviços de atendimento aos beneficiários. Para termos uma maior rapidez e liberação desses atendimentos desenvolvemos e implantamos na operadora o projeto de telemedicina, que possibilitou otimizarmos tempo, aumentando também nossa capacidade de serviços, e o não encaminhamento desnecessário dos beneficiários a uma unidade física de saúde”, pontuou.

Outra iniciativa comandada por Janaína é o projeto Acolher, que consiste em um canal de atendimento exclusivo para gestantes, por meio do qual elas são recepcionadas, acompanhadas em todo o período do pré-natal até o nascimento dos bebês. “O projeto tem o objetivo de não deixar esse público de beneficiárias desassistidas”, detalhou a diretora.

Janaína está à frente também do projeto de implantação de clínicas próprias da Medvida para atender contratos com demandas específicas. “Queremos criar um padrão de atendimento para os beneficiários, oferecendo serviços tanto da rede credenciada externa, entre clinicas e hospitais, como em unidades próprias”. 

Empreender na saúde

Na saúde, a diretora aponta desafios diários para quem quer empreender. “Primeiro, é preciso conhecer o setor antes de colocar uma boa ideia em prática”, afirma Janaína, lembrando que é  preciso conhecer as regras e estar adequado à regulamentação da Agencia Nacional de Saúde (ANS). “Portanto, toda e qualquer tomada de decisão só poderá de fato ser implementada se estiver de acordo o órgão”, acrescenta.

Ela avalia essa característica do segmento como algo que já torna a atividade por si só desafiadora. “Não se trata somente de decisões tomadas de forma unilateral pelos sócios”, afirma.   

Diante de tantos desafios, Janaína Mascarenhas acredita na possibilidade de transformar ideias em sonhos através do empreendedorismo. “Buscamos  projetos em prol de uma melhor qualidade de vida para nós, empreendedores, para nossos colaboradores e para a comunidade na qual o empreendimento está inserido”, conclui.

Publicações relacionadas