Nobel de Medicina vai para trio que descobriu vírus da hepatite C

Publicado segunda-feira, 05 de outubro de 2020 às 07:18 h | Atualizado em 05/10/2020, 07:24 | Autor: Da Redação

O prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina foi para o trio Harvey J. Alter (Estados Unidos), Michael Houghton (Reino Unido) e Charles M. (Estados Unidos) pelas descobertas que levaram à identificação do vírus da hepatite C. O resultado foi divulgado na manhã desta segunda-feira, 5.

De acordo com o Comitê do Nobel, os três pesquisadores fizeram contribuições decisivas para a luta contra a doença transmitida pelo sangue, “um enorme problema global de saúde que causa cirrose e câncer de fígado”. Antes do trabalho do trio, a descoberta dos vírus da Hepatite A e B já tinha sido um passo, mas a maioria dos casos de hepatite transmitida pelo sangue permanecia sem explicação.

Segundo o comitê, a descoberta do vírus da hepatite C revelou a causa dos casos restantes de hepatite crônica e possibilitou exames de sangue e novos medicamentos que salvaram milhões de vidas. Com a descoberta, “testes de sangue altamente sensíveis para o vírus estão disponíveis e essencialmente eliminaram a hepatite transmitia em transfusões de sangue em muitas partes do mundo, melhorando significativamente a saúde global”, informou o comitê. Pela primeira vez na história, a doença agora pode ser curada, aumentando as esperanças de erradicar o vírus da hepatite C da população mundial”, continuou o grupo.

Publicações relacionadas