Público com vacinação incompleta chega a 1,3 milhão na capital

Aplicação das doses contra a Covid-19 continua nos postos de saúde e atendimento acontece de segunda a sexta

Publicado quinta-feira, 14 de julho de 2022 às 06:00 h | Atualizado em 14/07/2022, 00:05 | Autor: Iamany Santos* e Agência Brasil
Outros pontos de vacinação estão sendo abertos na capital baiana
Outros pontos de vacinação estão sendo abertos na capital baiana -

Ferramenta essencial para o controle da pandemia, a vacina contra o coronavírus foi o caminho para diminuir o número de casos e mortes pela doença. Apesar disso, cerca de 1,3 milhão de soteropolitanos, de diferentes faixas etárias, ainda não completaram o esquema vacinal, segundo levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que oferta a imunização diariamente.

O levantamento da SMS revelou que cerca de 34.337 mil crianças de 5 a 11 anos, que estão cadastradas no sistema, ainda não receberam a 1ª dose. 

A lista de atrasados para a 2ª dose é de 235.558 mil pessoas e o número fica ainda pior quando se observa os dados sobre a dose de reforço que apontam 669.750 mil soteropolitanos com mais de 12 anos que ainda não foram se vacinar. A faixa etária de pessoas elegíveis para a 4ª dose na capital baiana inclui pessoas com 40 anos ou mais, e para este público, o número de atrasados é de 429.428 mil.

“Manter a imunidade em dia com a aplicação das doses de reforço é fundamental para minimizar os riscos de agravamento e mortes em decorrência do coronavírus, bem como evitar a sobrecarga do sistema assistencial de saúde”, afirma Doiane Lemos, coordenadora de imunização da SMS.

A aplicação das doses de vacina contra a Covid-19 continua nos postos de saúde e o atendimento acontece das 8 às 17h, de segunda a sexta. Um mês atrasada para tomar sua 4ª dose, a administradora Carolina Lisboa foi até o 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, no Garcia. Nós somos um país que temos um sistema de saúde pública que não precisa pagar para ter acesso aos serviços. Acho que as pessoas precisam sim tomar vacina. É importante não pensar somente em você, mas também no outro”, pontua.

A cobertura vacinal em Salvador atingiu bons resultados para a 1ª dose - com 98% da população elegível vacinada - e 2ª dose -  com 97% de vacinados. Porém, é importante que quem ainda não atualizou o esquema vacinal cumpra o recomendado pelo Ministério da Saúde. As vacinas continuam sendo distribuídas nos postos de saúde, mas outros pontos estão sendo abertos. “A SMS tem implantado pontos de vacinação nas estações de transbordo da cidade, reativado postos de drive-thru e incluiu a oferta do imunizante em locais de grande circulação de pessoas como o Home Center Ferreira Costa, na Paralela”, enfatiza Doiane Lemos. Ela afirma ainda que os postos de saúde que ofertam a vacina estão sendo gradativamente ampliados e a Estação Pirajá ganhou um ponto fixo de aplicação da 3ª e 4ª doses, bem como as estações Mussurunga e Lapa.

Crianças de 3 a 5 anos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, ontem, a aplicação emergencial da vacina CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos de idade.  

Durante reunião da diretoria colegiada, a agência seguiu recomendação das áreas técnicas e autorizou a imunização com duas doses, no intervalo de 28 dias. A aprovação vale para crianças que não são imunocomprometidas. 

Não há prazo para o início da utilização do imunizante no plano nacional de vacinação. Para a diretora Meiruze Souza Freitas, da Anvisa, relatora do pedido, a CoronaVac está aprovada em 56 países pela Organização Mundial da Saúde (OMS). "Vacinar crianças de 3 a 5 anos pode ajudar a evitar que elas fiquem gravemente doentes". 

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira

Publicações relacionadas