Secretário orienta medidas para casos suspeitos de varíola dos macacos

O secretário municipal Décio Martins, informou que a pasta está monitorando os casos

Publicado terça-feira, 19 de julho de 2022 às 13:12 h | Atualizado em 19/07/2022, 14:41 | Autor: Da Redação
Secretário de saúde de Salvador, Décio Martins
Secretário de saúde de Salvador, Décio Martins -

O Secretário de Saúde de Salvador, Décio Martins, passou direcionamentos de como proceder em casos de suspeita de varíola dos macacos e afirmou que apesar dos novos casos, não há motivo para uma preocupação excessiva com a doença.

Até o momento, a capital baiana tem dois casos ativos da doença. As duas pessoas foram contaminadas quando estavam fora da Bahia e cumprem isolamento.

"A varíola dos macacos cria bolhas no corpo e quando ela estoura é passada por exemplo pelo compartilhamento de toalhas, é considerada como sexualmente transmissível também. Não estamos observando agravamento das pessoas, todos os casos noticiados as pessoas estão passando bem, não há motivo para pânico, a transmissibilidade não é tão forte", afirmou o secretário em entrevista à rádio Metrópole.

O gestor municipal disse que não há motivo para pânico em relação à doença e que a SMS está monitorando os casos.

"Ainda não temos motivo para preocupação. Temos dois casos ativos aqui na nossa capital, ambos acompanhados pelo Cievs municipal. Os casos foram contraídos fora de Salvador, as pessoas estão isoladas. É algo que estamos observando diariamente e qualquer notificação podem as pessoas se dirigir às nossas upas para fazer o teste e receber as orientações médicas", disse.

Publicações relacionadas