Mãe recebia R$ 50 de empresário para abusar da filha de 13 anos | A TARDE
Atarde > Bahia > Salvador

Mãe recebia R$ 50 de empresário para abusar da filha de 13 anos

Homem de 58 anos foi preso no bairro da Barra, em Salvador

Publicado terça-feira, 21 de março de 2023 às 13:59 h | Atualizado em 22/03/2023, 14:30 | Autor: Leo Moreira
Homem de 58 anos é preso estupro de vulnerável por meio virtual
Homem de 58 anos é preso estupro de vulnerável por meio virtual -

O representante comercial de 58 anos, preso em flagrante na manhã desta terça-feira, 21, pelo crime de estupro de vulnerável por meio virtual, pagava cerca de R$ 50 a R$ 80 para ter acesso às transmissões e vídeos de mãe e filha em ato sexual. A adolescente tinha apenas 11 anos quando começou a ser vítima do 'esquema', segundo a titular Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra Crianças e Adolescentes (Dercca), Simone Moutinho.

Conforme a delegada, a mãe da adolescente e o representante comercial mantiveram um relacionamento há pelo menos 6 anos, sempre por meio virtual. Mãe e filha moram na cidade de São Mateus, no interior do Paraná.

Além de material da vítima, que agora tem 13 anos, a polícia encontrou material pornográfico de outras crianças e adolescentes nos dois celulares e um notebook apreendidos com o representante comercial. Em algumas imagens, o suspeito aparece se relacionando com outras vítimas.

"Foi encontrado um farto material consoante a situação sexual de crianças e adolescentes. Cenas de sexo, vídeos e fotografias de adultos se relacionando sexualmente com crianças. Inclusive, cenas da mãe e da filha do Paraná. Nelas, haviam atos libidinosos entre as duas e também essa interação com feitas pelo suspeito", contou a delegada durante a entrevista coletiva na manhã desta terça, na sede da especializada, em Brotas.

Delegada Simone Moutinho revelou detalhes da prisão do suspeito de estupro de vulnerável virtual
Delegada Simone Moutinho revelou detalhes da prisão do suspeito de estupro de vulnerável virtual |  Foto: Leo Moreira | Ag. A TARDE
 

Prisão

'Senhor de idade', casado e morador de bairro nobre de Salvador, ele foi preso graças as investigações iniciadas em fevereiro deste ano, após a prisão da mãe da adolescente. A vítima teria relatado o crime na escola e dado o ponto de partida para as prisões. A polícia ainda investiga se existem mais coatores neste caso e outras vítimas do representante de vendas.

Inicialmente, o suspeito ainda teria se mostrado surpreso e negou ter cometido o crime, até o momento em que os policiais tiveram acesso aos dispositivos. A esposa, que estava no imóvel no momento da prisão, chegou a passar mal. "A investigação segue em continuidade para ver se há outras crianças, ou seja, outros estupros de vulnerável", contou Moutinho.

Os dispositivos eletrônicos apreendidos serão encaminhados para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

A prisão foi resultado de uma carta precatória da Justiça do Paraná, porém, por ter sido pego em flagrante  com o material ilegal, ele deve ficar custodiado em Salvador, além de responder pelo crime no Paraná. "Como se trata de crime grave, as circunstâncias permitem que representamos pela prisão preventiva aqui também no estado da Bahia também", explicou.

Imagem ilustrativa da imagem Mãe recebia R$ 50 de empresário para abusar da filha de 13 anos
 

 

 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS