"O pai tá lá, vai enterrar a filha", diz prima de menina morta no Rio | A TARDE
Atarde > Brasil

"O pai tá lá, vai enterrar a filha", diz prima de menina morta no Rio

Eloah Passos, de 5 anos, estava brincando dentro de casa quando foi atingida por um tiro

Publicado sábado, 12 de agosto de 2023 às 18:08 h | Atualizado em 13/08/2023, 18:52 | Autor: Da Redação
Operação da polícia na Ilha do Governador
Operação da polícia na Ilha do Governador -

Uma menina de 5 anos e um jovem de 17 foram mortos neste sábado, 12, após operação da Polícia Militar na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. A criança foi identificada como Eloah Passos. Ela brincava dentro de sua casa quando foi atingida no peito. O adolescente, identificado como Wendel Eduardo, teria trocado tiros com a PM, segundo a corporação.

Emocionada, a prima da menina morta durante a ação, Roseli, lembrou que amanhã é o Dia dos Pais, mas que infelizmente o pai da garota terá que enterrar a própria filha. Ela ainda destacou o abalo emocional da mãe.

“Amanhã é Dia dos Pais, podendo amanhecer um dia feliz na família, vai ser um dia triste, porque o pai tá lá, vai enterrar a filha dele”, disse Roseli, em entrevista para a  'Voz das Comunidades'.

 

 

Segundo a Polícia Militar, houve troca de tiros com o rapaz de 17 anos, que dirigia uma moto. A corporação afirma que "o comando do 17° BPM foi informado sobre uma criança baleada no interior da comunidade do Dendê", mas que "não havia operação policial no interior da comunidade" naquele momento.

Veja a nota da Polícia Militar na íntegra:

"A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que uma equipe do 17° BPM (Ilha do Governador) teve atenção voltada para dois homens em uma motocicleta, na Rua Paranapuã, na Ilha do Governador, onde o ocupante de carona portava uma pistola. De acordo com os policiais que atuaram na ação, após uma tentativa de abordagem, o indivíduo disparou contra a equipe, e houve revide. O suspeito foi ferido e socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Municipal Evandro Freire. O homem que conduzia a motocicleta foi levado à 37ª DP a fim de prestar esclarecimentos.

Posteriormente, um grupo de manifestantes atearam fogo em um ônibus na Rua Paranapuã e o Batalhão de Rondas e Controle de Multidão (RECOM) foi acionado em apoio, além do Corpo de Bombeiros para conter as chamas.
O RECOM atua neste momento com patrulhamento por toda a região do ocorrido e em tentativas de obstrução das vias. O Grupamento Aeromóvel também atua em apoio, monitorando a movimentação das vias.

Posteriormente, o comando do 17° BPM foi informado sobre uma criança baleada no interior da comunidade do Dendê e que foi socorrida por familiares. Segundo informações colhidas por testemunhas, a vítima teria sido atingida no interior de sua residência. Ressaltamos que não havia operação policial no interior da comunidade".

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS