Bamor invade treino para cobrar de jogadores e dirigentes

Torcida organizada disse estar indignada com rebaixamento; Bahia repudiou o episódio e prestará queixa

Publicado sábado, 08 de janeiro de 2022 às 13:51 h | Atualizado em 08/01/2022, 15:24 | Autor: Da Redação

O início desta tarde de sábado, 8, foi de tensão no Centro de Treinamento Evaristo de Macedo, em Dias d'Ávila. Membros da torcida organizada Bamor invadiram o treino do Bahia para cobrar dos jogadores e dirigentes, que se reuniram no meio de campo para escutar as demandas. 

Os membros da Bamor se disseram indignados com o rebaixamento, falta de garra dos jogadores, falta de transparência da diretoria e falta de vontade de alguns atletas de permanecerem no elenco. Foram cobradas novas contratações e novas posturas. “Cobramos da nossa forma, direta e olho a olho com cada jogador. O recado foi dado”, disse a Bamor em nota.

Em vídeo divulgado pela Bamor no Instagram, um dos torcedores faz cobranças em tom de ameaça. “A gente vai ficar fungando em cima de vocês, vai procurar onde é a residência”.

Em contato com o Portal A TARDE, o Bahia mostrou repúdio ao episódio e ameaçou prestar queixa utilizando imagens produzidas pelo Dade (Departamento de Análise e Desempenho) e também as de redes sociais, para entregar o caso à polícia.

O Bahia alegou que sempre liberou o acesso da Bamor ao centro de treinamento quando solicitado e que desta vez não houve solicitação. “O clube sempre se mostrou aberto ao torcedor, mas casos assim vão de encontro a esse tipo de relacionamento, especialmente em um momento de início de temporada”.

 

  

Publicações relacionadas