Pequim não descarta poluição e ajusta medidas anticovid | A TARDE
Atarde > Esportes

Pequim não descarta poluição e ajusta medidas anticovid

Autoridades alertam para piora do ar devido à poluição sazonal

Publicado segunda-feira, 24 de janeiro de 2022 às 17:15 h | Atualizado em 24/01/2022, 17:20 | Autor: AFP

A China advertiu nesta segunda-feira, 24, que não se pode descartar uma forte contaminação do ar durante os Jogos Olímpicos, enquanto o consumo de carvão disparou no país.

O país, que depende 60% do carvão para sua produção de eletricidade, fez cortes de energia nos últimos meses e aumentou sua extração de carvão. A chegada do frio fez as calefações serem acionadas mais cedo do que o esperado nas regiões do norte do país, o que alimenta a poluição. 

A menos de duas semanas dos Jogos Olímpicos de Inverno (4 a 20 de fevereiro), uma densa camada de poluição cobriu a capital chinesa nesta segunda. 

 

AFP Português
 

"Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Pequim coincidem com o final do inverno e o início da primavera no norte da China (verão e outono no Brasil, respectivamente), quando as condições climáticas são extremamente desfavoráveis", disse à imprensa o porta-voz do Ministério chinês do Meio Ambiente, Liu Youbin.

Durante os Jogos, "em caso de forte poluição, todas as localidades (afetadas) lançarão planos de emergência", garantiu o porta-voz, referindo-se às cidades-sede Pequim e Zhangjiakou, que podem ordenar que fábricas poluentes reduzam sua produção. 

Em relação à Covid-19, os organizadores dos Jogos detalharam suas medidas de saúde nesta segunda-feira, alinhando a sensibilidade de seu método de detecção com os padrões ocidentais, após preocupações levantadas entre as primeiras delegações. 

"De acordo com especialistas médicos e com o Comitê Olímpico Internacional", Pequim-2022 e o governo chinês "refinaram" sua gestão de saúde "para melhor adaptá-la ao contexto atual e apoiar os participantes dos Jogos". 

A partir dos primeiros testes de PCR realizados no aeroporto, e depois todos os dias, apenas as pessoas que testarem positivo com um "valor limiar do número de ciclos (CT)" inferior a 35 serão consideradas como tal e colocadas em isolamento em salas especiais, especifica a instrução. 

A questão começou a causar preocupação após os depoimentos de vários técnicos e jornalistas da mídia internacional que testaram positivo na chegada à China, apesar de uma sucessão de testes negativos pouco antes de sua partida. Estes resultados alertaram para a maior sensibilidade do diagnóstico chinês.

De acordo com as novas medidas, qualquer participante dos Jogos com teste de PCR com valor de CT igual, ou superior, a 35 será tratado como "caso de contato próximo", evitando o isolamento e podendo trabalhar ou treinar. Terá, no entanto, de passar por dois testes no dia. 

A mesma vigilância será aplicada às pessoas que testarem positivo e forem isoladas e, depois, apresentarem dois testes negativos com intervalo de pelo menos 24 horas.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS