Dino deixa sessão da Comissão de Segurança Pública após confusão | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Dino deixa sessão da Comissão de Segurança Pública após confusão

Ministro da Justiça foi ao colegiado, mas confusão entre deputados fez reunião ser encerrada

Publicado terça-feira, 11 de abril de 2023 às 18:49 h | Atualizado em 11/04/2023, 19:50 | Autor: Da Redação
Dino deve ser convidado novamente para comparecer à comissão
Dino deve ser convidado novamente para comparecer à comissão -

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB), saiu mais cedo da audiência pública na Câmara dos Deputados realizada pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) nesta terça-feira, 11, acompanhado pelo secretário executivo da pasta, Ricardo Capelli, e pelo secretário de Segurança Pública, Tadeu Alencar. A sessão ficou tumultuada com gritos dos parlamentares, trocas de acusações de ofensas e ameaças, além de pedidos de ordem. 

Depois de um longo período de silêncio, Dino informou a Ubiratan Sanderson (PL-RS), presidente da comissão, que sairia da audiência pública se a confusão continuasse. Isso ocorreu depois que houve uma gritaria generalizada, quando o deputado Gervásio Maia (PSB-PB) acusou Carla Zambelli (PL-SP) de mandar um colega "tomar no c*". Antes disso, Orlando Silva (PCdoB-SP) pediu a gravação dos microfones para verificar o que a deputada havia dito.

Veja o vídeo:

 

 

Após várias intervenções e tumultos causados ​​por provocações entre parlamentares, incluindo o resgate do xingamento "chupetinha" contra Nikolas Ferreira (PL-MG) por seus colegas, a situação se complicou durante uma discussão entre Gilvan da Federal (PL-ES) e Dimas Gadelha (PT-RJ). O petista acusou o colega de tê-lo ameaçado fisicamente.

Além disso, houve também uma acusação de xenofobia. O deputado Duarte Júnior (PSB-MA) afirmou que o cabo Gilberto Silva (PL-PB) o ofendeu, depreciando o estado do Maranhão. Em mais de uma ocasião, o deputado Rodolfo Nogueira (PL-MS) gritou "expulsa o Maranhão", irritando um grupo de parlamentares.

O deputado Zé Trovão (PL-SC) entrou na audiência no meio da confusão e tentou acalmar a discussão entre Duarte e outros deputados. Enquanto tentava apaziguar seus colegas, Duarte o repreendeu com um "não me toque" e isso o irritou, desencadeando uma briga nova. 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS