Terceiro mandato de Lula “não chega a 2026”, prevê Dallagnol | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Terceiro mandato de Lula “não chega a 2026”, prevê Dallagnol

Deputado cassado disse que governo do petista está cheio de desmandos e não realizou nenhum feito

Publicado quinta-feira, 18 de maio de 2023 às 18:50 h | Atualizado em 18/05/2023, 20:51 | Autor: Da Redação
Dallagnol durante pronunciamento da quarta-feira, 17, horas depois de ser cassado
Dallagnol durante pronunciamento da quarta-feira, 17, horas depois de ser cassado -

O deputado cassado Deltan Dallagnol (Podemos-PR) disse nesta quinta-feira, 18, que o atual mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não deverá ser completado. Segundo o ex-procurador da Lava Jato, a estadia de Lula no Palácio do Planalto “não chega a 2026”. 

O governo Lula 3, de acordo com Deltan, não tem feitos suficientes e acusou a atual gestão de “revanchismo”. “Vivemos um governo de vingança, um governo que divide entre todas, todes, todos e daqui a pouco vai faltar letra no alfabeto. Um governo que divide o patrão contra o empregado, o agro contra o ambientalista, toda hora divide as pessoas em vez de unir”, afirmou.

“O que eu vejo é que na história, toda vez que tentaram silenciar foi um tiro no pé. E, se você quer saber o que eu acho dessa minha cassação, eu acho que eles estão dando um grande tiro no pé. Eles estão unindo a direita contra um projeto abusivo, um governo abusivo. E não acho que esse governo vá chegar a 2026. Nos moldes que esse governo anda, cheio de desmandos e sem realizar nada pelo povo, não acredito que chega a três anos. Antes disso vai ser derrubado pelo bem do nosso país”, argumentou.

O ex-parlamentar reclamou também da reação do Executivo à sua cassação. O perfil oficial nas redes sociais do governo federal fez uma publicação com uma imagem ironizando a apresentação que Deltan fez na época da Operação Lava Jato que apontava Lula como o principal suspeito das irregularidades investigadas pela força-tarefa. 

“O governo não fez nada, a primeira grande vitória do governo foi ter me cassado. Não fizeram nada pelo país até agora, nada. E ainda fazem esse revanchismo, esnobismo, deboche comigo, com a minha cassação, com algo que é derrubar os votos dos eleitores, com o povo brasileiro”, reclamou.

Publicações relacionadas