adblock ativo

A TARDE Educação entra em uma nova fase ao completar 25 anos

Publicado às | Atualizado em 15/10/2021, 00:09 | Autor: Miriam Hermes
Estudantes do Colégio Central: parceria com o governo permite ações com alunos das escolas estaduais | Foto: Uendel Galter | Ag. A TARDE
Estudantes do Colégio Central: parceria com o governo permite ações com alunos das escolas estaduais | Foto: Uendel Galter | Ag. A TARDE -
adblock ativo

No ano em que completa 25 anos de história, o programa A TARDE Educação se consolida pelo trabalho desenvolvido, com reconhecimento nacional e internacional por formar leitores e cidadãos de opinião crítica. Ao longo deste período, alcançou 65,3 mil alunos e 8 mil professores das redes estadual e municipais.

Sempre atento às tecnologias disponíveis no mercado e necessidades do público, o programa se renovou com o passar dos anos. Exemplo disso é que com formação virtual e acesso ao conteúdo digitalizado para professores e estudantes, foi garantida a atividade durante a pandemia.

No 25º ano de existência o A TARDE Educação entra em nova fase, com programas paralelos nas áreas socioambiental e de educação financeira. Uma das novidades com este desdobramento é que as parcerias, antes concentradas em instâncias do poder público, agora estão sendo firmadas com grupos da iniciativa privada, ampliando assim sua abrangência no estado.

Apesar das mudanças, o programa mantém como foco principal o incentivo à leitura e escrita entre estudantes e comunidades baianas, utilizando como ferramenta o conteúdo da produção diária de notícias com o respaldo de um jornal que comemora 109 anos, prezando pela informação de credibilidade.

Como parceiro do programa por meio da Secretaria de Educação de Salvador, o titular da pasta, Marcelo Oliveira, destaca que a proposta para a rede de ensino do município através da iniciativa é atender as crianças dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Ele ressalta que embora as equipes escolares tenham muito material didático, o projeto traz diversidade de temas, com conteúdos do jornal que servem de instrumento pedagógico.

“Os alunos têm uma fonte de informação de um jornal tradicional, confiável, fonte de notícias fidedignas de alta relevância para a sua formação, oferecendo temas do dia a dia, com reportagens da cidade, do estado, do Brasil e do mundo”, afirma. Oliveira salienta que o A TARDE Educação vem dando apoio importante durante a pandemia e também neste momento de retorno às aulas presenciais.

Mais parceiros

Também parceiro do programa, o prefeito de Santo Estevão, Rogério Costa, afirma que ele “proporciona aos educadores ter mais uma ferramenta para fomentar leitores críticos e até novos escritores”. Costa pontua que essa iniciativa reforça o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Educação do município com o Projeto Institucional de Leitura. “Temos essa preocupação com nossos estudantes: a aquisição da leitura e a compreensão da potência da palavra e da comunicação”, diz.

Prefeito de Candeias, Pitágoras Ibiapina parabenizou a diretoria e todos os colaboradores “desse patrimônio cultural chamado Jornal A TARDE, que há 109 anos jamais fugiu à essência, que é informar com imparcialidade os fatos da Bahia, Brasil e Mundo”. O município adota o programa A TARDE Educação para alunos da rede pública, entre outros projetos que visam o estímulo e ampliação do aprendizado, visando a formação completa dos estudantes, “não só para a vida acadêmica, mas para o mercado de trabalho”, explica ele.

Pitágoras enfatiza a relevância do programa neste contexto, “onde crianças e adolescentes de escolas públicas são alcançados com a oportunidade da leitura e conhecimento de forma gratuita”. Para ele, o trabalho “é a prova cabal da importância que esse veículo tem para toda população baiana”.

O gestor cita entre outras iniciativas o projeto para implantação do ‘Mundo do Conhecimento’ no município, que será “um complexo educacional, cultural, artístico, tecnológico, esportivo com mais de 38 mil metros quadrados, para atender a educação básica de forma integral”.

Para a prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga, “é uma honra para o município participar do A TARDE Educação”. Ela lembra que o projeto foi idealizado pelo saudoso Edivaldo Boaventura, “um dos maiores educadores da Bahia e ex-diretor do Jornal A TARDE”. A gestora cita como importantes aliados da iniciativa a constante atualização das ferramentas tecnológicas utilizadas, “importantes nos dias de hoje para o processo de aprendizagem”. Também assinala que o programa “se comunica com a linguagem dos alunos”, agregando valor “ao conteúdo que oferecemos aos estudantes da rede municipal de ensino”.

Imagem ilustrativa da imagem A TARDE Educação entra em uma nova fase ao completar 25 anos
Parceira do programa, prefeita de Cachoeira, Eliana (de rosa), visitou A TARDE | | Foto: Uendel Galter | Ag A TARDE | 15.7.2021

Formação de cidadãos

“Sabemos que a leitura exerce papel fundamental na formação do cidadão, contribuindo para o seu desenvolvimento social”, afirma o prefeito de Boa Vista do Tupim, Helder Lopes Campos, mais conhecido por Dinho. Ele diz que a união entre o programa e o município não só fomenta a formação de mais leitores, mas “também insere professores e alunos no cenário digital em que nos encontramos”. “Neste período de comunicação intensa reconheço a importância de criar pontes, expandir os meios de transmitir o conhecimento e melhorar a interação entre os educadores e estudantes”, aponta. Ele pontua, ainda, que o trabalho na área da educação em Boa Vista do Tupim “ganha um novo aliado para estimular o pensamento crítico, a criatividade e a discussão em sala de aula, sobre questões políticas, ambientais, sociais, culturais e econômicas”.

O gestor salienta o trabalho de capacitação do corpo técnico através do A TARDE Educação, destacando que a formação do pessoal e as ferramentas utilizadas “amplificam o conhecimento e nos dão condições de tornar nossa metodologia mais dinâmica. Ganha o município e o aluno que vai usufruir de mais oportunidades de aprendizado”, conclui.

Para o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Junior Marabá, o jornal A TARDE tem, em mais de um século de existência, contribuído para a Bahia de diversas formas, e no Oeste não tem sido diferente. Para ele, o compromisso com a educação é uma das principais contribuições do periódico frente à comunidade estadual. “E nós, enquanto município, ficamos contentes em fazermos parte dessa história”, afirma, acrescentando que a proximidade está solidificada, “através da parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Educação e o Grupo A TARDE”.

Segundo Marabá, a expectativa é grande para os resultados deste trabalho. “Nossos alunos e professores têm acesso ao jornal de forma online e, através disso, e com discussões em lives e debates, estão aprimorando o aprendizado”, reafirma.

Estudantes do estado

A relevância do programa para o crescimento pleno do cidadão foi destacada pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues. “Ao desenvolver este projeto, o Grupo A TARDE demonstra que sua atuação vai além do informar”, afirmou.

O estado é um dos parceiros do programa, que visa alcançar o máximo de estudantes baianos com as ferramentas disponibilizadas, para fomentar o interesse dos alunos em assuntos da atualidade, que vão além dos livros didáticos.

Rodrigues enfatiza ainda que a iniciativa “contribui para o surgimento de novos leitores, com o desenvolvimento crítico dos estudantes diante do que acontece em esfera global e, portanto, é uma inciativa que reflete a responsabilidade social do Grupo com a educação e, também, com a formação cidadã dos envolvidos", assevera.

Coordenadora do programa, Andrea Silveira lembra que foi criado para “estimular o desenvolvimento de uma educação interativa, observando as múltiplas linguagens da comunicação com enfoque na formação social e integral do sujeito”. Para ela, é fundamental a observância do contexto de cada ambiente escolar, para que o programa possa “colaborar na aquisição de competências - crítica e ética - de alunos e professores, por intermédio do uso sistemático do jornal, seja na versão impressa ou digital”.

Animada com os resultados alcançados, Andrea reiterou que “a parceria compactuada entre o jornal e a escola promove possibilidades e formas do sujeito pensar o mundo no mundo, sobre questões políticas, ambientais, sociais, econômicas, e por que não, existenciais, potencializando os debates e enriquecendo os conteúdos abordados”.

Responsável pela parte pedagógica do programa, Márcia Firmino salienta que “em tempos de uma interatividade com informações e notícias rápidas e ineficazes, trabalhar com o programa tem sido muito prazeroso e desafiador”. Prazeroso, explica, “porque a iniciativa vai além de incentivar a leitura, interpretação e escrita. Ela favorece a interdisciplinaridade e transversalidade, com conteúdos atualizados diariamente, estabelecendo uma relação entre notícia e a realidade do entorno que o aluno vive”.

A pedagoga acrescenta que a proposta de inserir o jornal na sala de aula possibilita ao professor explorar diversos gêneros textuais, e atrair a atenção do aluno com assuntos e acontecimentos em tempo real, através dos vários suportes tecnológicos de que dispõe o jornal. Ela considera o trabalho desafiador, “pois assim como o jornal é um veículo de informação atualizado diariamente, o A TARDE Educação inova e investe em plataformas digitais, acompanhando as novas práxis de ensino, para contribuir no processo de ensino/aprendizagem dos alunos”, conclui.

adblock ativo

Publicações relacionadas