adblock ativo

Sem uso, mais de 320 motos da PM estão guardadas há 40 dias

Publicado sexta-feira, 09 de julho de 2010 às 22:49 h | Atualizado em 22/01/2021, 00:00 | Autor: Marcelo Brandão l A TARDE
adblock ativo

Em meio à onda de crimes praticados no Estado por pessoas que se utilizam de motocicletas nas ações, a Polícia Militar mantém 326 motocicletas novas, paradas sob sol e chuva, a exatos 40 dias, por falta de emplacamento e de PMs aptos a pilotá-las.

Adquiridas por cerca de R$ 6 milhões, as motos não estão sendo usadas no policiamento por causa da demora na licitação para a compra das placas e porque a PM só possui  212 homens com curso para pilotar veículos de emergência, como determina o código de trânsito.

As 326 motocicletas da marca Yamaha, modelo  Lander 250 cilindradas, foram entregues pelo próprio governador Jaques Wagner à Secretaria da Segurança Pública (SSP), no dia 31 de maio deste ano. Transportadas em caminhões, as motos foram colocadas em exposição no canteiro central da Avenida Paralela durante os dois finais de semana seguintes, mas sem policiais militares para pilotá-las.

Desde o dia 31 de maio, as 326 motocicletas estão estacionadas no pátio do Esquadrão Águia, pelotão da PM especializado em motos, situado no Alto de Ondina. Depois de receber uma denúncia da não utilização dos veículos, A TARDE esteve no local duas vezes, onde constatou que as Yamahas estão paradas sob sol e chuva, sem  utilização.

As motos foram fotografadas por A TARDE no dia 13 de junho e, novamente, na sexta-feira, 9, à tarde. Os veículos continuam no mesmo lugar.

No tempo - O presidente da Associação de Praças e Soldados da PM, Marco Prisco, denunciou que as motos estão paradas porque não há policiais aptos a conduzi-las. “É um absurdo deixar as motos debaixo de sol e chuva, estragando. Motocicletas não são iguais a carros, elas não podem ficar no tempo, tem que ficar em lugares fechados”, criticou o representante da categoria.

O coronel Sérgio Baqueiro, diretor do Departamento de Comunicação Social da PM, admitiu que só existem 212 pessoas com curso para dirigir veículos de emergência  na corporação.  Mas o oficial garantiu que uma nova turma de PMs iniciará o curso em breve.

Ele assegura que a demora para utilizar as novas motocicletas ocorre em função do tempo para a realização da licitação para pagar o emplacamento dos veículos. O oficial garante que as motos começam a ser emplacadas nesta sábado, 10, em um processo que deve ficar pronto até a próxima semana.

Leia reportagem completa na edição impressa do Jornal A Tarde deste sábado, 10, ou, se você é assinante, acesse aqui a versão digital.

adblock ativo

Publicações relacionadas