Foragido, Lázaro Barbosa já usou nomes falsos ao se apresentar à policia

Publicado terça-feira, 22 de junho de 2021 às 09:54 h | Atualizado em 22/06/2021, 10:03 | Autor: Da Redação

Procurado pela Justiça e pela polícia desde 2008 por duplo assassinato, em Barra do Mendes (BA), Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, usou nomes diferentes para se apresentar à polícia. Quando morava na Bahia e era solteiro, se intitulava “Leandro”. Ao ser preso em Corumbá (GO), em 2010, Lázaro mentiu para a polícia e disse que era Gabriel Barbosa de Souza.

Quando mais jovem, Leandro era apelido. Nas ocorrências policiais entre 2008 e 2009, aparece o nome completo de Lázaro e um item com o “apelido” de “Leandro”.

Ainda em 2009, foragido, Lázaro roubou um veículo em uma chácara na divisa entre Águas Lindas e DF. A polícia o prendeu em 16 de novembro, na Avenida Engenheiro Roberto Muller, Corumbá (GO). Ele ainda portava arma de fogo de calibre .22, cano curto, marca Rossi, sem autorização e em desacordo com determinação legal.

Ao chegar à delegacia de Corumbá para prestar depoimento, Lázaro se identificou como Gabriel Barbosa de Souza. Assim, livrou-se de uma pesquisa dos policiais por sua ficha de homicídios e estupro anterior.

Em 2010, denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) e citado pela Justiça, ele prestou depoimento na Comarca de Corumbá de Goiás. Na ocasião, confessou ter se apresentado como Gabriel Barbosa de Souza na delegacia e admitiu não ter documentos com esse nome.

O MPGO pediu a condenação de Lázaro pelo crime de falsa identidade. No entanto, o juiz considerou que Lázaro disse chamar-se Gabriel Barbosa de Souza, mas não apresentou documentos pessoais.

Publicações relacionadas