Telegram assina acordo com TSE para combate às fake news

Objetivo do Programa é garantir a democracia por meio de informação correta à população

Publicado sexta-feira, 25 de março de 2022 às 20:03 h | Atualizado em 25/03/2022, 20:03 | Autor: Da Redação
Rede se junta às outras oito que já aderiram ao Programa do Tribunal
Rede se junta às outras oito que já aderiram ao Programa do Tribunal -

Após diversas tentativas de contato mal sucedidas e determinação de bloqueio pelo STF, o Telegram assinou com o Tribunal Superior Eleitoral nesta sexta-feira, 25, a adesão ao Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação no Âmbito da Justiça Eleitoral.

Segundo o Tribunal, o objetivo do Programa é garantir a democracia por meio de informação correta à população. Na prática, a rede social se comprometeu a combater a proliferação de notícias falsas.

A parceria não envolveu compromissos financeiros entre a rede e o Tribunal e cada uma deve arcar com os custos necessários às respectivas participações.

O Telegram se comprometeu a manter o sigilo necessário sobre as informações a que tiver acesso ou conhecimento no âmbito do TSE, salvo autorização em sentido contrário outorgada pelo Tribunal.

Em fevereiro o Tribunal anunciou que outras oito redes sociais aderiram ao programa. Agora, o Telegram junta-se ao Twitter, TikTok, Facebook, WhatsApp, Google, Instagram, YouTube e Kwai.

Publicações relacionadas