Quantas flores e frutos há na ‘Primavera' do Paraíso Tropical? | A TARDE
Atarde > Colunistas > Histórias & Sabores

Quantas flores e frutos há na ‘Primavera' do Paraíso Tropical?

Base das iguarias do restaurante, as várias espécies de frutas são colhidas diretamente do pomar do chef

Publicado domingo, 18 de setembro de 2022 às 09:46 h | Autor: Isabel Oliveira
O Misto Tropical, do restaurante Paraíso Tropical, é feito à base de frutas e frutos do mar
O Misto Tropical, do restaurante Paraíso Tropical, é feito à base de frutas e frutos do mar -

Botticelli pintou nada mais nada menos do que 500 espécies de flores no famoso quadro ‘Primavera. Guido Moggi, diretor do Jardim Botânico de Florença, cidade da Itália onde encontra-se a obra famosa, pesquisou e contou todos os vegetais no quadro do pintor renascentista. 

Primavera, o famoso quadro do renascentista Sandro Botticelli
Primavera, o famoso quadro do renascentista Sandro Botticelli |  Foto: Reprodução/ Internet
  

Mas quem se deu ao trabalho de catalogar e transformar em um livro todas as espécies botânicas encontradas no quadro foi a estudiosa Mirella Levi D'Ancona, numa publicação de 1983: “Primavera de Boticelli. Uma interpretação botânica incluindo astrologia, alquimia e os Medici”.  

Estão lá contados e catalogados 500 exemplares dos quais “70 seriam simples cachos de capim ou pertencentes ao grupo das ciperáceas; o restante é dividido entre plantas sem flores (cerca de 240 exemplares, dos quais Moggi conseguiu identificar 31 e atribuí-los a 14 espécies diferentes). O restante são plantas com flores e, dessas, 138 exemplares são atribuídos a 28 espécies, totalmente identificadas, além de 50 nas vestimentas dos personagens”. Estas informações estão contidas no texto de Isabel Gómez Melenchón, no periódico espanhol La Vanguardia. 

Na tapeçaria floral, como descreve a jornalista, há jasmim, margarida, rosa, jacinto, papoula e outras tantas das quais possivelmente os baianos nunca ouviram falar. E aí vêm outras curiosidades. 

Detalhe do quadro de Botticelli
Detalhe do quadro de Botticelli |  Foto: Reprodução/ Internet
  

“As duas espécies mais numerosas são as margaridas (representadas 55 vezes) e as violetas (46), duas flores que crescem espontaneamente nos prados e por isso são tão numerosas na tapeçaria de flores do relvado onde se desenrola a cena mitológica. São também duas flores relacionadas ao amor: Vênus foi coroada com violetas em seu nascimento, e os amantes arrancam, ou assim o fizeram, as pétalas da margarida para questionar seu relacionamento. Abundam também as rosas, a flor primaveril por excelência e também a rainha de todas: são as que a ninfa Chloris liberta depois de se transformar em Flora”, descreve a periodista.

  • O tapete floral de Botticelli bem lembra o "tapete floral" do pomar de Beto Pimentel
    O tapete floral de Botticelli bem lembra o "tapete floral" do pomar de Beto Pimentel |
  • Detalhe do quadro Primavera de Botticelli
    Detalhe do quadro Primavera de Botticelli |
  • O tapete floral de Botticelli bem lembra o "tapete floral" do pomar de Beto Pimentel
    O tapete floral de Botticelli bem lembra o "tapete floral" do pomar de Beto Pimentel |
  

É bem possível que em seu pomar primaveril Beto Pimentel não tenha catalogado todas as espécies de flores, mas sim de frutos que crescem em abundância num terreno com cerca de 30 mil metros quadrados, bem ao lado do restaurante Paraíso Tropical, no Cabula, onde é o chef e proprietário. Ele sabe dizer sobre algumas das flores, como as do jambeiro, as florezinhas de beribéri, e a conhecida azedinha, todas plantas comestíveis não convencionais (Panc), que sempre enfeitam os pratos com exuberância para Botticelli nenhum botar defeito. As frutas são infindáveis e se transforam numa explosão de cores e sabores que vão direto para a panela, base de todo prato do Paraíso e motivo de muito orgulho do baiano que reconheceu a necessidade de aliar a beleza das flores e frutos às proteínas para criar pratos deliciosos e peculiares. 

O cenário do pomar, que abastece toda a cozinha do Paraíso, não é um quadro a la Botticelli, mas bem que poderia ser, pela beleza natural e pelas infindáveis espécies a bordar um pedaço de terra encravado no bairro do Cabula.

As frutas, que fazem parte do cardápio do Paraíso, bem poderiam ser um quadro a la Botticelli
As frutas, que fazem parte do cardápio do Paraíso, bem poderiam ser um quadro a la Botticelli |  Foto: Uendel Galter | Ag. A TARDE
  

“Assim que comecei na gastronomia, notei a maravilhosa explosão de cores das frutas e percebi o belo matiz que elas dariam ao prato. Eu falei: tenho que usar isso aqui no meu restaurante. Então comecei colocando as frutas nos pratos e também na sobremesa”, lembra. 

Formado em agronomia, profissão em que atuou durante 22 anos, Beto acabou enveredando pelo mundo da gastronomia, aproveitando o privilégio de ter ao seu lado terras férteis de frutos e flores que se transformaram na base dos pratos do seu cardápio, muito variado. Mas Beto soube dosar a alquimia das frutas e transformou tudo em uma grande experiência.  

Beto Pimentel em pleno labor no Paraíso Tropical
Beto Pimentel em pleno labor no Paraíso Tropical |  Foto: Uendel Galter | Ag. A TARDE
  

“Comecei experimentando com a manga, cortando em cubinhos, e coloquei uma tira de coco verde. Então percebi que a manga dava um tchan ao prato. Colocava pedaços cada vez maiores porque as pessoas começavam a devorar à medida que colocava quantidades maiores. E assim fui experimentando outras frutas”, diz. 

Beto Pimentel em seu pomar
Beto Pimentel em seu pomar |  Foto: Reprodução/ Instagram
  

E conta um dos episódios pitorescos dos mais engraçados por suas andanças como chef de cozinha. “Certa vez fui convidado para fazer um jantar na casa dos Marinhos, lá no Rio. Um dos pratos oferecidos foi uma salada de jambo. Eram várias tiras de jambo temperadas com azeite. Todos adoraram! Estava na cozinha quando chegou Irineu Marinho e perguntou: ‘Chefe, me dá algumas sementes deste rabanete’, pediu sem sequer imaginar que era o fruto do jambeiro”, contou Pimentel, que riu muito e explicou que fruta era aquela.

Pratos à base de peixe, frutos do mar, carnes do sol, carne verde, galinha, todas iguarias à base de proteínas, levam sempre um toque especial de frutas e flores. Cacau, tangerina, manga, jambo, beribéri, laranja, coco, realmente uma explosão de cores e sabores como é o caso do Misto Tropical, grelhado com mel de cacau e mel de pinha para realçar o sabor das frutas usadas no preparo da iguaria. 

Um dos pratos mais saborosos para Beto é o Dandá de Camarão, que leva um molho do fruto da pitombeira, a pitomba, ainda verde, batida com o inhame e o coco verde, que se transformam em um delicioso creme. “É um dos pratos mais saborosos”, diz, revelando muita paixão pelo que faz. 

 

  

A alegria de Beto Pimentel, que tem sobrenome de iguaria, certamente é o tempero da culinária do Paraíso Tropical. Leve, prestativo, conversador e piadista, revela enorme prazer pelo que faz. Vestido de agrônomo, faz questão de descer para o pomar e plantar mais alguns pés de frutos que certamente irão servir para o próximo almoço e jantar da Casa. Coleta flores e frutos já pensando em como vão ficar na próxima iguaria a ser servida.  

Quantas flores e frutos há na Primavera de Beto Pimentel, no Paraíso Tropical? Além da sua alegria, há mais de 100 espécies e cerca de 300 variedades, isso da última vez que conseguiu contar, há mais de dez anos. “Agora não faço ideia, pois desde então já plantei muitas espécies”, diz satisfazendo a grande curiosidade dos que têm o privilégio de saborear um tiquinho do Paraíso Tropical.

O Misto Tropical é elaborado com com grande variedade de frutas
O Misto Tropical é elaborado com com grande variedade de frutas |  Foto: Uendel Galter | Ag. A TARDE
  

Misto Tropical (serve três pessoas):

Frutas: 

1 manga 

2 kiwis

1 banana-da-terra

1 pera

2 goiabas

1 carambola

Abacaxi ( quantidade a gosto) 

30g de polpa cacau 

20g de mel de pinha 

Para a proteína: 

200g de camarão

200g de polvo 

200g de peixe 

1 colher de sobremesa de cebola ralada.

 1 colhe de sobremesa de cúrcuma 

1 colher de sobremesa de gengibre 

1 colher de pasta de alho. 

Modo de fazer:

Corte as frutas em rodelas ou tiras, acenda a grelha e vá banhando com polpa de cacau e mel de pinha até que elas fiquem douradas. Reserve. 

Lave a grelha e parta para a segunda etapa.

Rale o alho, a cebola, a cúrcuma, o gengibre, coloque o sal e refogue.

Em seguida, coloque os frutos do mar na grelha e vá banhando com os ingredientes já refogados. 

Na sequência, coloque as frutas que foram reservadas e jogue por cima dos frutos do mar já grelhados. Se desejar, docore o prato com flores comestíveis 

Observações:

Caso o peixe seja grande, convém pré-cozinhar no tempero citado para depois colocar na grelha e finalizar o cozimento. 

É possível fazer o mel de pinha batendo em um liquidificador especial, que não quebra os caroços ou deixar de molho até que os caroços desprendam da polpa. Nos dois casos, refogue a polpa para reduzir em 70%. E está pronta. 

O cacau pode ser colocado de molho para os caroços  se desprenderem da polpa e pode ser usado in natura.

Imagem ilustrativa da imagem Quantas flores e frutos há na ‘Primavera' do Paraíso Tropical?
 

NOTAS COM HISTÓRIAS & SABORES

Outback inova e molho agridoce ganha versão inédita para sua receita Ribs

Imagem ilustrativa da imagem Quantas flores e frutos há na ‘Primavera' do Paraíso Tropical?

Uma das receitas mais amadas do Outback, a famosa Ribs on the Barbie (costela de porco com o molho barbecue), ganhou uma nova versão nos últimos dias, vinda diretamente do MasterChef Brasil. Ela agora também está disponível com um blend que une o molho barbecue à framboesa.  A nova Ribs com molho framboesa está disponível no combo MasterChef Journey (R$ 124,90), uma combinação inusitada de todas as novidades, ou ainda no Raspberry Ribs Duo (R$ 99,90), que traz duas clássicas Jr. Ribs.

Kopenhagen conta com opções saborosas e refrescantes para celebrar o ‘Dia do Sorvete’

Imagem ilustrativa da imagem Quantas flores e frutos há na ‘Primavera' do Paraíso Tropical?
  

Na próxima sexta feira é comemorado o Dia Mundial do Sorvete, sobremesa queridinha no mundo inteiro, e principalmente no Nordeste. Uma deliciosa opção para celebrar a data são os “Kop Krema”, sorvetes exclusivos da Kopenhagen que além de refrescante unem as delícias da marca. Disponíveis em três sabores – creme, chocolate e misto - , os sorvetes na Bahia as lojas Kopenhagen que possuem sorvete são a do Shopping da Bahia (Salvador), Shopping Boulevard (Vitória da Conquista) e na Rua José Cardoso de Lima, 1391, Centro (Luís Eduardo Magalhães). As opções de sorvete custam a partir de R$10.

Jiló Restaurante passa a abrir para almoço aos domingos em Salvador

Fotografia para Restaurante Jiló, em Salvador/Ba. Fotógrafo: Leonardo Freire (71)99710-4170
Fotografia para Restaurante Jiló, em Salvador/Ba. Fotógrafo: Leonardo Freire (71)99710-4170 |  Foto: Divulgação/ Leonardo Freire
  

Um mês após sua inauguração em Salvador, ainda em soft opening, o Jiló Restaurante passará por mudanças no horário de funcionamento. O menu afetuoso da casa poderá ser degustado de terça a sábado, das 19h às 23h, e agora também aos domingos, das 12h às 16h. O restaurante, que fica na Alameda Salerno, 49, na Pituba, não funcionará, por ora, às segundas-feiras. O menu e a carta de drinks e vinhos pode ser acessado no link e as reservas podem ser feitas pelo TagMe. Siga @jilosalvador para atualizações, novidades e eventuais alterações no funcionamento.

Restaurante Pereira divulga cardápio do Réveillon Emociones 2023

O cardápio do Réveillon Emociones 2023 vai levar a assinatura do Restaurante Pereira, que promete preparar uma seleção para lá de especial para a público. O buffet será composto de entradas, pratos principais e sobremesas, com opções para agradar aos mais diferentes perfis e paladares. Para as entradas, o renomado restaurante baiano vai servir Finger Foods, dentre outras delicias. Os ingressos já estão à venda na loja da Diva, no Piso L1 do Shopping Salvador, ou através do site Ticket Maker. O Réveillon Emociones 2023 é uma produção da Diva Entretenimento.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS