Fórum debate hoje o ódio ao candomblé

Publicado terça-feira, 29 de março de 2022 às 05:01 h | Atualizado em 28/03/2022, 20:37 | Autor: Da Redação, com Miriam Hermes | [email protected]
Segundo os organizadores, o encontro em ambiente digital vai revelar práticas de aversão e ódio aos adeptos do candomblé
Segundo os organizadores, o encontro em ambiente digital vai revelar práticas de aversão e ódio aos adeptos do candomblé -

O crescimento da violência contra o livre exercício de cultos religiosos no Brasil será repudiado, hoje, em mais uma edição do Ebó Coletivo, em videoconferência às 19h, na página do facebook da @frentemakotavaldina, com o debate do tema “Candomfobia: isso não é tolerância, e sim crime de racismo e ódio religioso!”.

Coincide o encontro digital com o aumento das denúncias de ilícitos promovidos por lideranças de seitas com reconhecido perfil ofensivo ao melhor convívio.

O ato organizado pela Frente Nacional Makota Valdina reivindica o cumprimento da lei com a proteção aos templos sagrados de matrizes africanas e suas liturgias, em atitude de resistência coletiva visando seguir os princípios do processo civilizatório, como a inclinação para a concórdia e a paz.

Segundo os organizadores, o encontro em ambiente digital vai revelar práticas de aversão e ódio aos adeptos do candomblé, aproveitando-se os criminosos do despreparo de parte da população a fim de disseminar mentiras relacionadas aos encantados cultuados nas diversas nações afro-brasileiras, como ketu, jeje, nagô e angola, além da umbanda.

O encontro terá as participações do Nzó Mutá Lombó, do babalorixá Osvaldo Marceneiro, do Centro Cultural de Yourubá Abassá Ty Odé Akueran; da yalorixá Jacira´de Oyá, e do advogado e presidente do Instituto Pedra de Raio, professor Sérgio São Bernardo.

De acordo com dados do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, cuja missão deveria ser a de contribuir para combater a violência, vem se registrando uma média de 50 ataques por mês, mas é possível ser este número muito maior, pois as vítimas podem temer novas agressões, devido à apatia das instituições ao não prestarem o apoio devido.

Apoiei o Bolsonaro é o cacete. Eu simplesmente o entrevistei. Grande parte da grande imprensa não admite que eu faça entrevistas com políticos. (...) Depois eu não votei em mais ninguém Jose Luiz Datena, apresentador, ao UOL Entrevista, ao confirmar sua candidatura ao Senado por São Paulo,
 

Projeto Mil Árvores

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-Ba) lança hoje o projeto Mil Árvores, visando recuperar parte da área verde, tomando como pressuposto a contínua redução da cobertura vegetal, com impactos negativos para o meio ambiente. O ato de inauguração será o plantio de três mudas de ipê amarelo mirim nos jardins da Casa do Comércio, em Salvador, com a participação do presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, José Roberto Tadros, do presidente da Fecomércio, Carlos de Souza Andrade, e do vice, Kelsor Gonçalves Fernandes. O plano do projeto Mil Árvores consiste em arborização com espécies nativas, frutíferas e ornamentais em todas as unidades do Serviço Social do Comércio (Sesc) na Bahia.

POUCAS & BOAS

Uma audiência pública para mapear os impactos econômicos, culturais e ambientais da cultura do eucalipto nas comunidades quilombolas do extremo sul da Bahia reúne hoje lideranças regionais, representantes do poder público e empresários do segmento. Com início às 9h, o evento acontece no auditório do campus Paulo Freire da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Teixeira de Freitas.

O aniversário de Salvador será comemorado hoje pelo Museu do Mar Aleixo Belov durante todo o dia com entrada gratuita e distribuição de brinde alusivo à data. Às 15h tem palestra com o historiador Savio Roz, seguida de um passeio pelas ruas do Centro Histórico e, às 17h, apresentação da banda instrumental Janela Brasileira.

Em Itabuna o seminário ‘Empreendedor de hoje e do futuro para as Micro e Pequenas Empresas e Microempreendedores Individuais’ movimenta hoje o auditório do Hotel Tarik a partir das 13h. Organizado pelo Sebrae em parceria com a Associação das Micro, Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais do Estado da Bahia (Ampesb) e a Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda de Itabuna (Sicer).

‘Cacau: cultivares, mercado e sistema de produção no Cerrado’ é o tema da palestra técnica que acontece hoje dentro do programa de capacitação da Embrapa em Fruticultura Tropical. Ministrado pelo pesquisador Paulo César Lima Marrocos, da Unidade Mista de Pesquisa e Inovação do Cacau (Umipi Cacau). Com início às 9h, pode ser acompanhado pelo canal da Embrapa no Youtube.

Publicações relacionadas