Jorge Amado vive em III Webinário no Clic

Encontro 100% virtual representa uma nova oportunidade de revisitar a obra amadiana

Publicado quinta-feira, 21 de julho de 2022 às 00:30 h | Atualizado em 21/07/2022, 00:01 | Autor: Da Redação, com Miriam Hermes
Agosto é o mês do aniversário e também da morte do autor baiano
Agosto é o mês do aniversário e também da morte do autor baiano -

Saiu a confirmação das 60 apresentações de pesquisas sobre vida e obra de Jorge Amado, previstas para o III Webinário Estudos Amadianos, de 8 a 16  de agosto, mês de aniversário e morte do autor, sob a coordenação do Grupo de Pesquisa Crítica Literária e Identidade Cultural (Clic).

Liderado pelo professor doutor Gildeci de Oliveira Leite, articulista titular das edições dominicais de A TARDE, o encontro, 100% virtual, tem a chancela da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e representa uma nova oportunidade de revisitar a obra amadiana.

Diante de um contexto de expansão de conteúdos audiovisuais em tempos cada vez mais breves, o encontro virtual é uma estratégia de resistência na formação de novas leitoras e leitores com incentivo para a formação docente em letras.

Direto da região cacaueira, onde o amado Jorge gestou grande parte de seus romances, vão participar as academias de letras de Ilhéus (ALI) e da vizinha Itabuna (Alita), ou vice-e-versa para evitar ciúmes entre as cidades  coirmãs.

Participarão das “mesas” intelectuais engajados da estatura de Cyro de Mattos, Tica Simões, Baisa Nora, Reheniglei Rehem, Heloísa Prata e Prazeres, Nelson Cerqueira, Pawlo Cidade, André Rosa, Neuza Maria Kerner, Maria Luiza Heine e Jane Hilda Badaró.

A Academia de Letras da Bahia (ALB) estará representada pelo seu presidente Ordep Serra.

Como ocorreu nas duas primeiras edições, as palestras ou “lives” (lê-se láives), como se acostumou a dizer em inglês, serão transmitidas pelo Canal Universidade da Gente, hospedado no canal do Youtube, bastando buscar no google “III Webinário Estudos Amadianos”.

Luta pelas vacinas

O Conselho Estadual de Saúde vem atuando para cobrar dos entes federais a devida orientação e remessa de doses para vacinar crianças entre 3 e 5 anos contra a Covid-19. O uso do imunizante da fábrica Coronavac foi liberado pelo Ministério da Saúde (leia mais no editorial), apenas no dia 15, depois de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial, mas não se tem uma campanha de incentivo nos meios de comunicação. Sem cumprir seu papel constitucional de reger a aplicação das doses, o ministério limitou-se a emitir nota técnica, reformulando esquemas iniciados em diversos municípios.

- O Ministério da Saúde divulgou tardiamente essa nota técnica”, afirma o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Marcos Sampaio.

POUCAS & BOAS

- O portal Licitalem será lançado hoje (21) em Luís Eduardo Magalhães, com o propósito de aumentar a participação de empresas locais nos processos realizados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Com início às 19h, o evento acontece no auditório do Sindicato dos Produtores Rurais. São esperados empresários que atuam na cidade, que deverão fazer um cadastro no próprio portal, para serem notificados quando forem lançadas licitações no seu ramo de atividade.

- ‘Afinal, o que é resiliência?’. Este o tema do painel virtual que reúne hoje (21) a vice-presidente da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (Abeco), Luisa Diele-Viegas e o professor de Engenharia Ambiental da Escola Politécnica da UFBA, Ramon do Nascimento. Com início às 10h, o encontro terá ainda as participações especiais do Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Iramaia, Jeobérico Souza e o representante da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-BA), Roberto Celestino. A realização é do Programa de Formação e Ação em Mudanças Climáticas ‘Bahia no Clima’.

- A Academia Barreirense de Letras (ABL) começa hoje (21) o projeto ‘Conheça a ABL’ com a visitação de um grupo de alunos do Colégio Estadual Prisco Viana, de Barreiras. Com início às 9h, o encontro terá a presença de confrades e confreiras que falarão sobre a literatura local e a história da academia. Situado no Centro Histórico, o prédio centenário que abriga a instituição era o antigo Paço Municipal e foi reformado recentemente com preservação da fachada.

Publicações relacionadas