Salvador recebe exposição Barroco Sertanejo de Stênio Burgos

Mostra será inaugurada no dia 18 de abril, às 19h, na Caixa Cultural Salvador

Publicado segunda-feira, 11 de abril de 2022 às 11:19 h | Atualizado em 11/04/2022, 11:47 | Autor: Da Redação
Ensaio sobre a cegueira, 2020
Ensaio sobre a cegueira, 2020 -

A Caixa Cultural Salvador inaugura, no dia 18 de abril, às 19h, a exposição Barroco Sertanejo, mostra individual do artista cearense Stênio Burgos com curadoria de Denise Mattar. A mostra abriu a programação da Caixa Cultural São Paulo em janeiro e segue em itinerância na Caixa Cultural Salvador e, a seguir, nas unidades da Caixa Cultural de Recife e Fortaleza.

O título da exposição Barroco Sertanejo surgiu de uma conversa entre o artista e a curadora, e é uma síntese precisa da dualidade de Burgos, criado entre o calor da baianidade de sua mãe e a severidade do sertão cearense de seu pai. Nas palavras de Mattar: “Seu trabalho reúne o risco duro e a exuberância cromática, a economia do traço e a profusão da tinta, a contenção e o excesso.”

A exposição se reveste de um caráter retrospectivo, pois alinha em conjuntos, as principais pesquisas do artista. Assim, podem ser vistas suas paisagens de 2003 a 2021, elaboradas através de uma pintura-desenho delineada em traços rápidos e vigorosos, construídos com espessa materialidade. São riscos e rabiscos saídos do tubo de tinta, que se projetam sobre o fundo criando uma espécie de baixo-relevo, dando à paisagem dinamismo e leveza.

São Jorge d'Amontada, Stenio Burgos

Imagem ilustrativa da imagem Salvador recebe exposição Barroco Sertanejo
de Stênio Burgos
 

Outra vertente de sua produção é a pesquisa sobre a linguagem da cor, que resulta em intrigantes escalas cromáticas, quase instalações, constituídas por conjuntos de pequenas pinturas, ou grandes painéis de tecido, formando graduações colorísticas precisas, ou acasos que se transformam em constelações.

A forte influência da Holanda, país no qual Stênio morou por longos períodos entre 2004 e 2019, também se faz presente na mostra, através do desafio que o artista fez para si mesmo de pintar buquês de flores da estação, um a cada semana, mês a mês.

A pesquisa se transformou numa constante de sua produção e, aos buquês, acrescenta com frequência os símbolos de fé da nossa gente: imagens devocionais e santos protetores, Jesus e Maria, São Jorge e Iemanjá, deuses ibéricos e africanos. Uma mistura improvável do sincretismo brasileiro e o colorido floral europeu, com traços de nostalgia e lirismo.

Paulicéia Desvairada, Stenio Burgos

Imagem ilustrativa da imagem Salvador recebe exposição Barroco Sertanejo
de Stênio Burgos
 

A exposição se encerra com as Cartas do Confinamento, produzidas em 2020, quando Stênio se isolou na sua casa, na praia de Amontada. Um forte momento de reflexão sobre a solidão e a finitude humanas, que podem ser vistas nas séries: A Invenção da Solidão e Ensaio sobre a Cegueira, e também no painel Odisseia, uma grande pintura in progress, que se renova continuamente.

Serviço:

Local: Caixa Cultural Salvador

Abertura: 18 de abril, às 19h

Período expositivo: De 19 de abril a 19 de junho de 2022

Endereço: R. Carlos Gomes, 57 - Centro, Salvador

Horário: Terça a domingo, das 9 às 18h

Publicações relacionadas