adblock ativo

Caravana da Música leva shows de artistas a cidades baianas

Publicado terça-feira, 05 de janeiro de 2016 às 07:32 h | Atualizado em 05/01/2016, 07:43 | Autor: Chico Castro Jr
Larissa Luz
Larissa Luz -
adblock ativo

A música independente hoje chegou a um ponto parecido ao do cinema brasileiro. Produzir, todo mundo consegue, de um jeito ou de outro. O difícil é fazer a produção circular, chegar às pessoas. Foi pensando nisso que a produtora Fernanda Bezerra idealizou a Caravana da Música.

A partir de sábado e até março, a Caravana levará, a dez cidades do interior, shows de artistas de ponta da nova música baiana autoral (veja programação na caixa de serviços). O projeto, viabilizado pela Vivo por meio do Fazcultura (das secretarias estaduais da Fazenda e da Cultura), contou com curadoria dos produtores culturais Ivanna Souto e Luizão Pereira e do jornalista Luciano Matos.

A curadoria foi feita a  partir das inscrições dos artistas, depois de uma chamada pública. "A Caravana recebeu 350 inscrições. Dava pra fazer umas 50 edições. Recebemos inscrições de todo mundo:  de artistas consagrados da axé music até músicos super novos", relata Fernanda Bezerra, que toca a o projeto à frente da Maré Produções Culturais.

"O foco da Caravana é levar  para o interior, a música que o interior ainda não conhece. Por isso, a escolha de artistas como IFÁ, Manuela Rodrigues e Larissa Luz, que nunca tocaram nas cidades em que foram agendados", acrescenta.

Como produtora, ela diz perceber que, hoje, o grande "nó" do artista é mesmo levar sua arte para o público: "Estou muito interessada nisso, em fazer essas produções chegarem às pessoas: a banda, o filme, a obra de arte. Produzimos para quem, isso vai chegar aonde? Então, a Caravana é isso: 'invade' a cidade e monta sua estrutura", pergunta.

"O engraçado foi que todos os prefeitos me perguntaram: 'mas vocês não tem um sertanejo não?' Não, isso vocês já têm o tempo todo. Olha só essa sanfoneira, Lívia Mattos. Vamos levar o novo para sua cidade", disse Fernanda.

Larissa, IFÁ, Manuela

Escolhida para abrir o projeto neste sábado, em Praia do Forte (Mata de São João), a cantora Larissa Luz traz o show  do seu recém-lançado álbum Território Conquistado. "Achei incrível a iniciativa de Fernanda, uma produtora que pensa nos artistas e tem amor pelo que faz", elogia.

"Ela consegue formular projetos transformadores que nos dão fôlego para seguir em busca de um espaço democrático onde uma efervescência cultural substitui a  concentração de poderes na mão de poucos", emenda.

No palco, Larissa mostrará as músicas do disco novo e um discurso provocador: "Farei ainda releituras de Nina Simone, Elza soares, Jovelina Pérola Negra  e Sista Nancy. O show é marcado por performances e interações. Falo de Carolina de Jesus (escritora), de Bell Hooks (intelectual) e provoco o público pra que possamos trocar experiências inesquecíveis", descreve.

Bombada em Salvador, a big band IFÁ Afrobeat leva seu som pela primeira vez a Ilhéus, em 21 de fevereiro. "Pro IFÁ é muito importante participar de um projeto que dá a oportunidade de mostrar nossa música no interior, criando novos públicos e vínculos entre a música e as pessoas", afirmou o baixista Fabricio Mota.

Já a cantora Manuela Rodrigues, que lança disco novo em breve, estreia sua performance eletrizante em Vitória da Conquista. "Fiquei muito feliz em ter sido selecionada para circular neste momento em que trabalho o lançamento do meu terceiro CD, Se a Canção Mudasse Tudo", conta.

"Sempre desejei fazer show em  Vitória da Conquista, pois conheço um pouco a cena cultural da cidade, que é fortíssima,  e sei que o público de lá  é curioso e aberto a todo tipo de som", afirma.

Outro ponto positivo da Caravana, para ela, é a estrutura. "Gosto do formato do projeto, podendo carregar a minha 'trupe' completa, sem reduzir o formato de show, podendo levar o espetáculo mais próximo do que ele é realmente, acho que esse é um dos pontos fortes do projeto", elogia.

adblock ativo

Publicações relacionadas