Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > cultura > MÚSICA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
24/07/2023 às 14:57 - há XX semanas | Autor: Chico Castro Jr.

MÚSICA

Gravação inédita ressalta brasilidade na música de João Gilberto

"Relicário: João Gilberto ao vivo no Sesc_1998" já está disponível nas plataformas digitais

Gravado em 1998, a gravação traz um João descontraído, que conversa com a plateia
Gravado em 1998, a gravação traz um João descontraído, que conversa com a plateia -

Regra de ouro da indústria fonográfica: artista consagrado morre, começa a corrida aos arquivos das gravadoras, estúdios e instituições em que ele ou ela se apresentou.

Para ficar só nos exemplos mais óbvios, a discografia pós-morte de Jimi Hendrix e Janis Joplin já superou em muito o que eles gravaram em vida (também vale lembrar que ambos morreram jovens).

Girando no prato ou decodificados os zeros e uns do streaming, os resultados são variados, indo do sofrível ao virtual tesouro escondido.

Felizmente, este último é o caso de Relicário: João Gilberto ao vivo no Sesc_1998, já disponível em todas as plataformas digitais.

Para os colecionadores, o Sesc providenciou numa belíssima edição em CD duplo em formato livreto com capa dura, com direito à todas as letras, dados de cada composição e textos bilíngues do letrista Carlos Rennó, da jornalista Kamille Viola, do artista visual Spetto (autor da imagem de capa, originalmente um grafite gigantesco no centro de SP) e de Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc SP.

O álbum duplo traz a íntegra do show realizado pelo gênio juazeirense na noite de 5 de abril de 1998, no Teatro do Sesc Vila Mariana.

Em quase duas horas registradas em fita DAT (Digital Audio Tape, formato já abandonado pela indústria e que estava para a fita cassete como o CD estava para o LP), João Gilberto, no auge de seu domínio das seis cordas e do alto de sua sensibilidade, desfia repertório impecável de clássicos da bossa e do samba pré-bossa.

O sentimento das pessoas

Entre as 36 faixas de áudio absolutamente cristalino, é até difícil apontar destaques desta verdadeira aula magna de musicalidade brasileira.

Há os clássicos da bossa nova: O Pato, Wave, Eu Sei que Vou Te Amar, Corcovado, Desafinado, Chega de Saudade. Há os clássicos pré-bossa, frequentes no repertorio de João: Carinhoso (Pixinguinha / Braguinha), Ave Maria no Morro (Herivelto Martins), Doralice (Dorival Caymmi / Antônio Almeida), Rosa Morena (Caymmi), Pra que Discutir com Madame (Janet de Almeida / Ary Vidal). Tem instrumental de autoria do próprio João (Um Abraço no Bonfá).

E há até mesmo uma inédita, nunca gravada pelo artista: Rei Sem Coroa (Herivelto Martins / Waldemar Ressurreição), inspirada na história do rei Carlos II, da Romênia, que passou a viver no Hotel Copacabana Palace após ser forçado a abdicar de seu trono durante a Segunda Guerra.

E dando voz a quem realmente sabe do que fala, vale destacar algumas linhas do excelente texto de Carlos Rennó no livreto que acompanha o CD duplo: “O repertório aqui coligido demonstra como João Gilberto é antenado com a vida e com o sentimento das pessoas simples (...). Reconheça-se a atenção que dava para a temática racial, por exemplo. Em Isto aqui o que é, Pra Que Discutir com Madame, Curare, as três trazendo em seus versos a palavra 'raça' (em Curare também ouvimos 'nega neguinha' e 'gente de cor') e no antológico samba intitulado simplsmente Preconceito ('você diz a toda gente que eu sou moreno demais')”.

Mais adiante, ele nota: “Reouvir João agora, aqui, nos dá a chance de renovarmos essa percepção fundamental para seguirmos vivendo com a necessária esperança. Isto tem relação, sim, com sermos – e voltarmos a nos orgulhar de ser – brasileiros; com reafirmarmos o que existe de luminoso em nós, na brasilidade, neste momento de nossa história, de restabelecimento de valor da arte e da cultura no país, o que equivale a dizer: de nossa alma”.

Palavras – e canções – de salvação.

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Publicações Relacionadas

A tarde play
Gravado em 1998, a gravação traz um João descontraído, que conversa com a plateia
Play

Dudu Nobre lamenta morte do compositor baiano Dito Machado

Gravado em 1998, a gravação traz um João descontraído, que conversa com a plateia
Play

Jack Black cancela turnê após alfinetar Trump

Gravado em 1998, a gravação traz um João descontraído, que conversa com a plateia
Play

Poderosa! Saiba quanto Shakira ganhou para cantar na Copa América

Gravado em 1998, a gravação traz um João descontraído, que conversa com a plateia
Play

VÍDEO: Filho de Bob Marley revela seu artista brasileiro favorito

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA