Thathi apresenta novo álbum com participação de Herbert Vianna

“Tudo que já Estava Escrito” é o terceiro da carreira da cantora e compositora

Publicado segunda-feira, 23 de maio de 2022 às 14:36 h | Atualizado em 23/05/2022, 14:36 | Autor: Da Redação
Nova coletânea de Thathi traz cinco canções inéditas
Nova coletânea de Thathi traz cinco canções inéditas -

A cantora e compositora baiana, Thathi, utilizou o período de isolamento social para compor as músicas que fazem parte do terceiro álbum da carreira dela, “Tudo que já Estava Escrito”, já disponível nas principais plataformas digitais.

A nova coletânea traz 12 canções, sendo cinco inéditas, além de algumas participações especiais. Um delas acontece na canção “Não Sei Se Te Contei”, que conta com a presença de Herbert Vianna (Os Paralamas do Sucesso).

O single surgiu após um encontro inusitado em uma loja de instrumentos musicais no Rio de Janeiro. Herbert ouviu um riff de guitarra, que até então a desconhecida Thathi improvisava ali, e se aproximou. A conexão entre os dois foi imediata, de acordo com a artista.

Em “Por Mais”, Thathi convida uma das suas principais influências musicais: Flavio Venturini. Juntos, passam a mensagem de que é necessário amar e acreditar cada vez mais naquilo que fazemos. 

Completa o time de artistas convidados a também cantora Isabela Taviani, que participa da faixa "igual não tem".

“A natureza ensina que tudo tem o seu momento certo pra acontecer. Eu acredito nisso! O que não quer dizer que eu fique parada esperando as coisas acontecerem", afirma Thathi. 

"Eu sigo o fluxo, estou sempre em movimento, seguindo minha intuição. Piso firme nas linhas que estão nas palmas de minhas mãos, meu sonho é forte e sou resiliente”, completa.

Três Clipes

Além do álbum completo, Thathi irá lançar videoclipes das três primeiras faixas, formando a trilogia do amor. Com direção de Ana Valente, a obra é inspirada na Trilogia das Cores, de Krzysztof Kieślowsk. 

Na obra do cineasta polonês, cada parte possuium visual diferente, partindo das cores da bandeira da França: vermelho, azul e branco. A partir desta referência, a diretora brasileira trouxe para o universo de Thathi.

A primeira parte será “Sexta-feira”, lançado na último dia 20, tendo como cor predominante o vermelho, que uma narra história de o amor.

Na próxima sexta-feira, 27, estreia “Contando as Estrelas”, com o tom azul, que combina com a música leve, alto-astral, uma declaração de amor divertida.

A trilogia se encerra no dia 3 de junho, com “Amor de passarinho”, na cor branca, para reforçar que o amor é livre. 

“Durante o clipe, estou na companhia de passarinhos. Meus olhos passam na partitura acompanhando exatamente a música, é como se eu tivesse cantando a música que acabei de compor”, afirma Thathi.

Publicações relacionadas