adblock ativo

A TARDE premia os melhores do ano no setor de agronegócio

Publicado terça-feira, 06 de dezembro de 2011 às 00:52 h | Atualizado em 06/12/2011, 00:59 | Autor: Alana Fraga
adblock ativo

Produtores familiares, agricultores, pecuaristas e empresas do agronegócio baiano que tiveram destaque em seus setores este ano foram homenageados nesta segunda à noite, durante o 4º Prêmio Destaques do Agronegócio 2011, realizado no Othon Palace Hotel, em Ondina. Considerado um dos mais importantes do calendário do agronegócio na Bahia, o prêmio é uma parceria entre o Grupo A TARDE e a Associação Baiana de Expositores.

Ao todo, 23 produtores foram premiados em oito categorias da pecuária e 15 da agricultura. Além deles, outros cinco profissionais foram homenageados nas áreas de Sustentabilidade (produtor orgânico), Empreendedorismo (agricultura familiar policultivo; agricultura familiar produtor de sementes e empreendedor do agronegócio) e como Profissional do Agronegócio (extensionista).

Para o secretário de Agricultura do Estado, Eduardo Salles, o reconhecimento pelos trabalhos é mais do que merecido, pela contribuição para o aprimoramento das atividades agropecuárias. “É mais do que importante homenagear e premiar os empresários e produtores que aceitam esse desafio de produzir alimentos para esses sete bilhões de habitantes. O Brasil tem que crescer a sua produção de alimentos em 40% nos próximos anos para atender a essa demanda”.

De acordo com o diretor-geral do Grupo A TARDE, Edivaldo Boaventura, é uma satisfação oferecer os prêmios para o agronegócio, que cobra toda a cadeia produtiva do Estado. “Dessa maneira, A TARDE participa desse setor que impulsiona cada vez mais a produção do nosso Estado”.

Tecnologia - A homenageada na categoria de agricultura familiar policultivo, Nereide Segala, ressaltou a importância do acesso à tecnologia para o pequeno produtor. “Na Bahia, a agricultura familiar conta com três ferramentas: o carro de mão, o facão e a mão do agricultor. Oxalá que a nossa agricultura possa ter acesso à tecnologia para podermos avançar e nosso produto poder competir com o de outros Estados”, disse a produtora.

adblock ativo

Publicações relacionadas