adblock ativo

Cerveja pode faltar por conta da greve de caminhoneiros

Publicado terça-feira, 29 de maio de 2018 às 12:27 h | Atualizado em 29/05/2018, 12:34 | Autor: Da Redação
A Heineken Brasil é segunda maior do mercado cervejeiro do país
A Heineken Brasil é segunda maior do mercado cervejeiro do país -
adblock ativo

Por conta da greve dos caminhoneiros, a distribuição de cerveja ficou comprometida em todo o país. Duas das maiores cervejarias no Brasil informaram estar passando por dificuldades na logística do transporte do produto na última semana.

Ao UOL, a Heineken Brasil - segunda maior player do mercado cervejeiro do país - contou que suas operações foram afetadas devido à paralisação dos caminhoneiros. "A companhia informa que está trabalhando para minimizar os impactos da greve para seus fornecedores e clientes e, assim, evitar o impacto no fluxo de seus negócios", declarou a empresa, em nota.

Outra cervejaria, de porte menor que a Heineken, também assumiu ter problemas com a paralisação. Sem entrar em detalhes, a cervejaria Cidade Imperial, produtora da Império, lançada em maio de 2017, também confirmou à reportagem que sua operação tem sido afetada com a greve.

A Ambev, principal player do mercado, e o Grupo Petrópolis, número três, não quiseram comentar.

adblock ativo

Publicações relacionadas