Startup que vende itens de supermercado online chega à Bahia

Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari e Simões Filho serão primeiras cidades do estado na expansão da empresa

Publicado sexta-feira, 14 de janeiro de 2022 às 16:44 h | Atualizado em 14/01/2022, 16:44 | Autor: Da Redação

Responsável por popularizar o social commerce na América Latina com a venda de itens de supermercado online através de empreendedores locais, a startup Favo chega à Bahia. Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari e Simões Filho são as primeiras cidades baianas no projeto de expansão da empresa e também marcam a estreia da startup no varejo do Nordeste.

"A Favo foi criada para ser um negócio de impacto social. Isso é possível, pois os empreendedores desempenham papel fundamental na nossa operação, fazendo a ponte final entre a Favo e os consumidores", afirma Marina Proença, cofundadora da empresa. 

Para fazer o relacionamento com os clientes e organizar a entrega final dos produtos, que chegam no dia seguinte à casa dos empreendedores, os ganhos de comissões variam de 7,5% a 15% sobre o volume de vendas, muitas vezes superando os R$ 3 mil mensais.

Atualmente, a Favo tem no país 10 mil empreendedores, que utilizam sua plataforma de social commerce como fonte de renda extra. Sua base é formada principalmente por mulheres (cerca de 70%). A maioria delas, 57%, segundo pesquisa da empresa com 400 empreendedores, têm entre 20 e 40 anos e está desempregada ou tem como principal atividade cuidar da casa. 

A cofundadora da Favo destaca que a startup não exige nenhuma contrapartida financeira para quem quer utilizar a plataforma de social commerce. “É só se cadastrar e começar”, diz. 

Para o início da operação na Bahia, a Favo conta com um centro de distribuição parceiro de 19 mil m², localizado em Simões Filho. "O mercado baiano é um dos mais relevantes do país. Por seu tamanho e complexidade, tornou-se uma prioridade para nós. Queremos repetir aqui os bons resultados, tanto em vendas quanto em geração de renda extra, que temos registrado em São Paulo, interior paulista e Belo Horizonte e região metropolitana", afirma Marina.

Parte do diferencial do negócio está na escala de compra da startup, diretamente com as marcas e produtores, e posterior distribuição aos empreendedores. Os consumidores contam com uma oferta de produtos como frutas, verduras, legumes, básicos, matinais, bebidas, limpeza, higiene pessoal, pet shop, descartáveis, entre outros. São mais de 3 mil produtos diferentes, de mais de 350 marcas.

"Os preços são mais baixos graças a uma tecnologia robusta, que simplifica a cadeia de suprimentos e conecta esses públicos, na maioria das vezes vizinhos de rua ou condomínio. Todo o projeto da Favo foi criado para beneficiar marcas, empreendedores e, claro, os consumidores finais", ressalta a cofundadora.

Publicações relacionadas