Classificada às Olimpíadas, Ana Marcela fica em 3º no Mundial de Doha | A TARDE
Atarde > Esportes

Classificada às Olimpíadas, Ana Marcela fica em 3º no Mundial de Doha

Atleta baiana conseguiu mais uma medalhas e já tem vaga garantida em Paris

Publicado quarta-feira, 07 de fevereiro de 2024 às 13:54 h | Autor: Da Redação / Portal Massa!
Ana Marcela garante vaga no Mundial de natação
Ana Marcela garante vaga no Mundial de natação -

A baiana Ana Marcela Cunha foi medalha de prata na prova dos 5 km do Mundial de Esportes Aquáticos nesta quarta-feira, 7, na cidade de Doha, no Catar. A campeã olímpica de 2020 teve um tempo de 57min36s80.

Ana Marcela esteve a apenas 02s90 de levar o ouro, que ficou com holandesa Sharon Van Rouwendaal (57min33s90). A prata foi para a australiana Chelsea Gubecka, com 57min35s00. A outra brasileira nos 5km, Viviane Junglubut, finalizou na nona posição, com 57min52s90.

Ana Marcela já tinha participado da prova dos 10km na sexta-feira, 2, que é a distância olímpica. Como terminou na quarta colocação, já havia garantindo a classificação aos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

"Nossa meta era estar com a vaga garantida. Hoje ele (o treinador Fabrizio Antonelli) chegou para mim e falou: 'cara, a gente fez o que tinha que fazer. Você tem que se divertir. E o que importa é quem toca primeiro'. Sabia que eu não podia chegar na Sharon, tive um pouco de frieza, aguardei o momento, fiquei junto com a espanhola (Maria de Valdes) no final. Para quando entrar no funil, nos últimos 50 metros, coloquei o pé e nem sei de onde veio. Consegui me desvencilhar um pouquinho, chegar para o lado e vim pro lado da australiana para conseguir bater na frente", explicou Ana Marcela.

"Tive um pouco de dificuldade de aceleração, de manter o ciclo de braçada. Quando recuo o ciclo de braçada, tento deixar mais lento. Senti que perdi posições, dei uma maneirada. Pensei: 'não tenho como ganhar, mas tenho que garantir medalha'. Foi esse meu pensamento nos últimos metros e deu certo. Com dor a gente já está, né? Mas os 25km doem muito mais", concluiu a baiana.

Essa é a 17ª medalha de Ana Marcela em Mundiais e o oitavo torneio mundial em sequência em que a atleta baiana fatura pelo menos uma medalha.

Publicações relacionadas