Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > ESPORTES
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
01/11/2023 às 16:15 • Atualizada em 01/11/2023 às 16:55 - há XX semanas | Autor: AFP

Fluminense x Boca Juniors, uma final cheia de duelos particulares

Confronto acontece neste sábado, 4, às 17h, no Maracanã

Fluminense treina para encarar Boca Juniors
Fluminense treina para encarar Boca Juniors -

Edinson Cavani de um lado e Germán Cano do outro, a guerra de ideias entre os cérebros Valentín Barco-Pol Fernández e Ganso-Jhon Arias e o cara a cara dos goleiros, são os duelos esperados da final da Copa Libertadores-2023 neste sábado entre Fluminense e Boca Juniors.

O 'Xeneize' e o Tricolor se encontrarão no Maracanã em um duelo inédito valendo a taça mais importante da América com diversos destaques, alguns deles retornando após vários anos na Europa e outros buscando dar o salto rumo ao 'Velho Continente'.

1. Técnicos de estilos diferentes

Para começar, a partida será uma excelente oportunidade para um duelo entre dois treinadores com diferenças marcantes no estilo de jogo a partir dos elencos que possuem.

Fernando Diniz, de 49 anos, fez do Fluminense um dos melhores times do futebol brasileiro desde meados do ano passado, quando assumiu o cargo no lugar de Abel Braga. E seu sucesso foi tamanho, baseado em um jogo ofensivo e vistoso, que a CBF o escolheu como técnico interino da Seleção em julho para substituir Tite.

Já Jorge Almirón chegou ao Boca como "bombeiro" no início de abril e com uma aceitação moderada por parte da torcida. A equipe foi desmoronando devido aos maus resultados, que levaram à demissão do técnico Hugo Ibarra, e o nome de Almirón, de 52 anos, apareceu como uma das opções após o "não" de Gerardo Martino, que hoje é técnico do Inter Miami de Lionel Messi.

2. Cavani-Cano: duelo de artilheiros

Germán Cano, de 35 anos, é o atual artilheiro da Libertadores com 12 gols e receberá a Chuteira de Ouro após o apito final no Maracanã. Este número o torna inatingível para o peruano Luis Advíncula (Boca), que com 3 gols e é o único dos perseguidores na artilharia ainda na competição.

A expressão "ninguém é profeta na sua terra" se aplica perfeitamente a Cano. Depois de estrear na primeira divisão em 2008 pelo Lanús, as passagens por Chacaraita Juniors e Colón são apenas um registro em seu currículo.

Foi na Colômbia que o argentino se revelou um goleador. Depois de um 2011 apagado no Deportivo Pereira, foi no Deportivo Independiente Medellín que ele estourou. Em quatro temporadas e meia, marcou 129 gols, tornando-se o maior artilheiro de todos os tempos do DIM em 2019.

A passagem pelo México no Pachuca e no León, entre 2015 e 2017, não aconteceu como esperava, por isso voltou a Medellín para as temporadas de 2018 e 2019.

Cano foi o artilheiro dos torneios semestrais da Colômbia em seis ocasiões e o melhor jogador da liga colombiana em 2018.

Em 2020, o Vasco lhe abriu as portas para o futebol brasileiro e, em duas temporadas, marcou 43 gols em 101 jogos. Em seguida, o Fluminense o contratou em janeiro de 2022 e, desde então, já marcou 80 gols.

Seu antagonista no Maracanã será o uruguaio Edinson Cavani.

A carreira de "El Matador", de 36 anos, é repleta de gols, recordes e títulos em todos os lugares por onde passou durante seus 17 anos no futebol europeu.

O que esperar do segundo maior artilheiro da 'Celeste' contra o Fluminense? Simplesmente que seja Cavani.

3. Cérebros em ação

Valentín Barco e Guillermo 'Pol' Fernández são os termômetros do Boca. Quando estão bem em campo, o 'Xeneize' é mais forte.

A construção ofensiva do time argentino começa nos pés do meia Fernández, de 32 anos. E o seu melhor complemento é o habilidoso Barco.

Fernández tem um bom jogo por dentro, com boa mobilidade, saída limpa e distribuição. Barco transita pelo lado esquerdo e, aos 19 anos, é a peça criativa de Almirón. Um jogador diferente, de quem se espera um lampejo de craque capaz de abrir o jogo num piscar de olhos.

Paulo Henrique Ganso e o colombiano Jhon Arias são os homens criativos do Flu.

Aos 34 anos, o experiente Ganso é um dos melhores meias ofensivos do atual Brasileirão, com um futebol vertical e precisão nos passes, sendo o jogador com mais assistências do time.

Arias, de 26 anos, é um atacante habilidoso que atua pela ponta direita, uma das novas joias da seleção da Colômbia.

4. Romero e Fábio: segurança 100%

Sergio 'Chiquito' Romero e Fábio encarnam o goleiro moderno: confiantes na baliza, com boa gestão de espaço e jogo aéreo, eficientes com os pés e pegadores de pênaltis.

O argentino, titular absoluto no gol do Boca desde janeiro deste ano, após a saída do goleiro Agustín Rossi (hoje no Flamengo) para o futebol árabe, foi um destaques que levaram o 'Xeneize' a avançar até a final da Libertadores.

'Chiquito', de 36 anos, já defendeu sete penalidades máximas na atual edição do torneio, seis deles na disputa de pênaltis nas fases de mata-mata contra Nacional do Uruguai (2), Racing (2) e Palmeiras (2).

Fábio, de 43 anos, chegou ao Fluminense em 2022 após duas décadas no Cruzeiro, com quem foi finalista da Libertadores-2009. O experiente goleiro é o jogador que mais vestiu a camisa do clube mineiro (997 jogos.

Contra o Boca, ele alcançará a invejável marca de 100 partidas disputadas na Libertadores em 11 participações no torneio desde 2001 com Vasco, Cruzeiro e Fluminense.

Assuntos relacionados

Boca Junior Fluminense libertadores maracanã

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Boca Junior Fluminense libertadores maracanã

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Boca Junior Fluminense libertadores maracanã

Publicações Relacionadas

A tarde play
Fluminense treina para encarar Boca Juniors
Play

VÍDEO: Torcedores do Vasco param atacante Rossi em condomínio no RJ

Fluminense treina para encarar Boca Juniors
Play

Senadores acusam CBF de manipular uso do VAR: "Escandaloso"

Fluminense treina para encarar Boca Juniors
Play

Mãe de Rafaelle fica "sem palavras" com realização de sonho da filha

Fluminense treina para encarar Boca Juniors
Play

Torcedores são flagrados brigando no Barradão durante jogo do Vitória

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA