Polícia quer leitura labial de Rafael Ramos para checar acusação | A TARDE
Atarde > Esportes

Polícia quer leitura labial de Rafael Ramos para checar acusação

Edenilson, do Internacional, acusa lateral do Corinthians de injúria racial

Publicado segunda-feira, 16 de maio de 2022 às 11:03 h | Atualizado em 16/05/2022, 12:23 | Autor: Da Redação
Edenilson disse que Rafael Ramos o chamou de “macaco”. O jogador do Corinthians, por sua vez, alega que disse “mano, caralho”
Edenilson disse que Rafael Ramos o chamou de “macaco”. O jogador do Corinthians, por sua vez, alega que disse “mano, caralho” -

A Polícia Civil de Porto Alegre pedirá a leitura labial do momento da discussão entre os jogadores Edenilson e Rafael Ramos, do Internacional e Corinthians, respectivamente, após denúncia de injúria racial por parte do meio-campista colorado contra o lateral do clube alvinegro.

O episódio aconteceu no estádio Beira-Rio, na capital do Rio Grande do Sul, quando as equipes dos dois atletas se enfrentavam em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, que terminou empatada em 2 a 2, neste sábado, 14.

Edenilson disse que Rafael Ramos o chamou de “macaco”. O jogador do Corinthians, por sua vez, alega que disse “mano, caralho”. Um inquérito será aberto nesta segunda-feira, 16, no momento em que será solicitado o pedido de leitura labial ao Instituto Geral de Perícias (IGP).

Rafael Ramos foi preso após a partida, mas foi liberado após o Corinthians pagar fiança de R$ 10 mil. O clube paulista emitiu comunicado em suas redes sociais em que disse não compactuar com o racismo, mas que seu atleta deve se defender em liberdade no inquérito e que o pagamento da fiança não implica admissão de culpa.

Publicações relacionadas