Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > OPINIÃO
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
24/03/2023 às 9:32 - há XX semanas | Autor: Betânia Britto*

ARTIGO

E quando a promoção vem junto com a gravidez?

Ainda há muito pelo que lutar, principalmente para as mulheres grávidas

Imagem ilustrativa da imagem E quando a promoção vem junto com a gravidez?
-

O mês de março é o mês consagrado à mulher e, assim como em outros momentos do ano, ainda há muito pelo que lutar, principalmente para as mulheres grávidas. Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), 50% das mulheres são desligadas dos postos de trabalho aproximadamente dois anos depois da licença-maternidade. O estudo foi feito com 247 mil mães, entre 24 e 35 anos.

Segundo levantamento da FGV realizado em 2016, a queda no emprego se inicia imediatamente após o período de proteção garantido pela licença maternidade. Após 24 meses, quase metade das mulheres que saem de licença-maternidade estão fora do mercado de trabalho, um padrão que se perpetua inclusive 47 meses após o retorno às atividades. A maior parte dos desligamentos se dá sem justa causa e por iniciativa do empregador. No entanto, os efeitos são diversos e dependem da educação da mãe: trabalhadoras com maior escolaridade apresentam queda de emprego de 35% 12 meses após o início da licença, enquanto a queda é de 51% para as mulheres com nível educacional mais baixo.

A CCR Metrô Bahia vai na contramão dessa estatística: 44% das mulheres grávidas na empresa foram promovidas nos anos de 2021 e 2022. No mesmo período, 70 mulheres tiveram ascensão profissional na empresa. Essa é uma das muitas vitórias que as mulheres podem comemorar na concessionária.

Gestar não deve ser uma barreira para o crescimento profissional da mulher. Na CCR Metrô Bahia, a mulher grávida pode participar do Programa de Gestantes, que garante assistência multiprofissional, com ginecologistas, nutricionistas e enfermeiros especializados, desde o primeiro mês até o nascimento do bebê. A garantia do emprego para as grávidas e a extensão da licença para 120 dias foi implementada na Constituição de 1988, e em 2008, as empresas afiliadas ao programa Empresa Cidadã passaram a conceder 180 dias de licença maternidade. A concessionária participa deste programa, por meio do Grupo CCR, que contempla ainda 20 dias de licença para os pais. Fortalecer esse vínculo entre os genitores e a criança é fundamental para o desenvolvimento infantil, com a tranquilidade necessária da garantia do emprego no retorno da licença.

Para o futuro, está prevista a implantação de salas de apoio à amamentação, para que as colaboradoras possam coletar o leite materno de forma segura, confortável e privativa. A CCR Metrô Bahia está empenhada em oferecer um ambiente de trabalho inclusivo e diverso, em todas as fases da vida profissional das mulheres, afinal, a mulher precisa ser de fato o que ela quiser, e ser mãe não pode ser impeditivo.

*Betânia Britto é Coordenadora de Gente – Parceiro de Negócio CCR Metrô Bahia

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Simplificando a ortografia e o ensino

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA