PGR abre investigação por declarações de Augusto Heleno à "nação brasileira"

Publicado quinta-feira, 25 de junho de 2020 às 12:40 h | Atualizado em 25/06/2020, 13:04 | Autor: Da Redação

Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Augusto Aras, notificou que a PGR abriu apuração preliminar sobre as declarações do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, sobre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Heleno escreveu um texto que se referia à "nota a nação", no qual menciona o pedido de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro. Ele afirmou que a ação poderia trazer consequências "imprevisíveis" à estabilidade do país. 

A decisão do ministro Celso de Melo, do STF, atendia um pedido de partidos políticos de investigar o celular do presidente da República, após suspeita de que o chefe do Executivo teria tentado interferir na Polícia Federal.

Publicações relacionadas