Jequié: servidores dão prazo para Prefeitura atender reivindicações | A TARDE
Atarde > portal municípios > Centro Sul Baiano

Jequié: servidores dão prazo para Prefeitura atender reivindicações

Funcionários não aceitaram proposta de 4% oferecida pelo prefeito Zé Cocá (PP)

Publicado quarta-feira, 26 de julho de 2023 às 15:42 h | Autor: Da Redação
Categoria fez mobilização em  frente à sede provisória da prefeitura de Jequié
Categoria fez mobilização em frente à sede provisória da prefeitura de Jequié -

Os servidores do município de Jequié, Vale do Jiquiriçá, paralisaram as atividades por 24 horas nesta nesta terça-feira, 25, para uma mobilização em  frente à sede provisória da prefeitura local.

O movimento, aprovado em assembleias gerais realizadas neste mês de julho, ocasião na qual não foi aceita a proposta de reajuste salarial feita pela Prefeitura, na atual gestão de Zé Cocá (PP), de 4%. A categoria realizou o movimento com o objetivo de pressionar o prefeito Zé Cocá (PP) a atender às reivindicações.

A pauta dos servidores filiados ao Sindicato dos servidores públicos municipais de Jequié e região (Sinserv), foi focada  na proposta de reajuste salarial para 2023, que  inclui um índice de reposição de 19,5%, o que permite ao município equacionar a forma do pagamento, bem como o cumprimento de diversos requerimentos formulados em processos administrativos, que já estão concluídos.

A categoria dos professores defende a aprovação da proposta emergencial aprovada pela classe, que consiste em aplicar 2/3 do percentual do Piso anunciado pela União para 2023 (que enseja em 9,97%), a ser diluído em 5 parcelas para os profissionais do magistério do quadro efetivo, incluindo aposentados e pensionistas, até que se conclua as minutas do Estatuto e do Plano de Carreira do Magistério.

As diretorias dos sindicatos se reuniram com o Procurador do Município, Dr Daniel Quadros, que garantiu, durante a manifestação, dar uma resposta até a próxima quinta-feira, 27, no que se pretender definir a data da próxima reunião com as categorias, que vão estar em estado de mobilização neste mês de julho.

Publicações relacionadas