Começa julgamento de armeira de 'Rust' por tiro fatal no set | A TARDE
Atarde > A TARDE + > CINEINSITE

Começa julgamento de armeira de 'Rust' por tiro fatal no set

Acusação de homicídio involuntário é pela morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins

Publicado quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 às 20:08 h | Autor: Andrew MARSZAL / AFP
Hannah Gutierrez-Reed, jovem de 26 anos declarou-se inocente no caso que comoveu Hollywood
Hannah Gutierrez-Reed, jovem de 26 anos declarou-se inocente no caso que comoveu Hollywood -

O julgamento contra a responsável pelas armas no set de "Rust", filme protagonizado e produzido por Alec Baldwin, começou nesta quarta-feira (21) com a seleção do júri em um tribunal dos Estados Unidos.

Hannah Gutierrez-Reed, que era responsável pelo manejo das armas de fogo nesse longa de faroeste, é acusada de homicídio culposo pela morte da diretora de fotografia, Halyna Hutchins, durante um ensaio com Baldwin em um set do Rancho Bonanza Creek, no estado do Novo México.

A jovem de 26 anos declarou-se inocente nesse caso que comoveu Hollywood.

De acordo com os depoimentos, em 21 de outubro de 2021, Gutierrez entregou um revólver Colt .45 ao assistente de produção David Halls, que o repassou a Baldwin dizendo que estava "frio", termo que indica que a arma está segura para o uso.

O ator estava ensaiando uma cena com Hutchins e outros membros da equipe, quando a arma acabou sendo acionada. O tiro atingiu a diretora de fotografia e feriu levemente o diretor do filme, Joel Souza.

Hutchins foi enviada de ambulância a um hospital, mas faleceu.

A seleção dos jurados teve início na manhã desta quarta-feira em um tribunal de Santa Fé. A juíza Mary Marlowe Sommer começou interrogando dezenas de candidatos sobre sua exposição ao caso midiático.

Espera-se que a seleção dos 12 membros do júri seja concluída ainda nesta quarta e que o julgamento comece na quinta-feira com os argumentos de abertura.

Caso seja considerada culpada de homicídio culposo, a armeira pode ser condenada a até 18 meses de prisão.

Durante o julgamento, que deve durar cerca de duas semanas, a Promotoria buscará argumentar que Gutierrez-Reed foi negligente, que teria sido omissa com o uso de balas reais no set, além de consumir drogas ilícitas e álcool, que a deixaram de ressaca no dia do incidente.

Sua defesa, no entanto, tentará estabelecer que a morte de Hutchins foi resultado de erros cometidos sob uma pressão contínua para completar um longa-metragem marcado por limitações orçamentárias.

Gutierrez-Reed também é acusada de manipulação de provas por supostamente ter tentado se desfazer de drogas durante as investigações.

Baldwin, que portava o revólver no momento do incidente, foi acusado no ano passado de homicídio culposo, mas a Promotoria retirou as acusações em abril, argumentando que haviam surgido "novos fatos" que demandavam "mais investigação e análises forenses".

Em janeiro, depois que um grande júri concluiu que havia uma causa provável contra ele, foi indiciado novamente sob a mesma acusação.

Baldwin, estrela e produtor do filme, reiterou que não acionou a arma e que a segurança no local das filmagens deve ser de responsabilidade dos profissionais contratados para isso e não dos atores.

Se for considerado culpado, o ator, que está livre sob fiança, também pode pegar até 18 meses de prisão. A data de início do seu julgamento ainda não foi definida.

Publicações relacionadas